Hibiscus & Vanilla Poached Pears... and a memory

{Pêras escalfadas com flor de Hibiscus e baunilha... e uma memória}

Há um pequeno sopro no ar. Do tipo que nos faz querer ligar o forno ou enrroscar-nos numa mantinha confortável a beber uma chávena de chocolate quente enquanto ouvimos música de piano ao fundo.    
*
There’s a small breath in the air. The kind that makes you want to turn on the oven or curl in a cozy blanket drinking a cup of hot chocolate while listening to piano music.

HibiscusPoachedPears_1 HibiscusPoachedPears_col2 HibiscusPoachedPears_6


A minha mente dispersa para pensamentos de gotas de água caindo lentamente nos degraus de uma escadaria de pedra escorrendo num pequeno riacho para uma poça mesmo em baixo de um monte de lenha com troncos finos e negros.
Lá fora oiço a chuva a cair enquanto me aninho perto da lareira. Nenhum outro som, nem uma única alma à minha volta. Estou completamente sozinha mas nem por um segundo me sinto triste. Gosto deste momento específico e por isso aproveito o calor, o som da chuva e, por alguma razão, naquele preciso minuto penso no que o futuro me reservará.    
*
My mind drifts to thoughts of water drops falling slowly on the steps of a stone staircase streaming down to a small puddle beneath a woodpile of thin and dark trunks. 
I can hear the rain outside as I’m cuddling next to the fire. No other sounds, not a single soul around me. I’m completely alone but I don’t feel sad in the slightest. I like this specific moment and so I enjoy the heat, the sound of the rain and somehow in that precise minute I think what the future might hold for me.

HibiscusPoachedPears_col1 HibiscusPoachedPears_11 HibiscusPoachedPears_col3 HibiscusPoachedPears_15


Esta memória regressa sempre à minha cabeça quando o Outono começa a instalar-se. É uma das minhas memórias de infância mais preciosas porque estava na casa dos meus avós onde fui verdadeiramente feliz e, especialmente, porque me lembro de ter a sensação de que toda a minha vida se estendia à minha frente e que seguramente iria ser feliz e com muito sucesso.     

Se naquele momento me pudesse transportar ao futuro e ter um relance daquilo que alcancei ao dia de hoje sei que não ficaria desiludida. 

Talvez muitas coisas tenham ficado algures pelo caminho mas outras tantas e até mais foram alcançadas. Muitas delas com muito trabalho, muita dedicação e afinco e outras com o toque que a sorte me presenteou. Muitas delas ansiadas desde aquela tenra idade e muitas, muitas mais como uma surpresa que o destino me foi reservando pelo caminho. 
*
This memory always come back to me once fall starts settling in. It’s one of my most precious childhood memories because I was at my grandparents house where I have truly been happy and specially because I remember having this sensation that all of my life laid ahead of me and that it would certainly be a happy and successful one.

If at that moment I could carry myself into the future and have a glimpse of what I have reached at this day I know I would not be disappointed.

Perhaps many things have been lost somewhere along the way but many others and even more have been achieved. Many of them with hard work, dedication and tenacity and others with the touch that luck has given me. Many of those longed since that young age and many, many more as a surprise that fate hold for me as I walked my path.


HibiscusPoachedPears_13 HibiscusPoachedPears_7 HibiscusPoachedPears_10



Continuo a agarrar-me àquela memória, àquele sentimento, porque sei com toda a certeza que tenho ainda muito para conseguir, muito que quero e preciso de alcançar.
E sei que o meu caminho ainda me trará pela frente grandes pedras que certamente colocarão o meu espírito e  a minha força de vontade à prova, mas sei que tenho a força suficiente para os superar.     
Eu sei que aquela jovem menina que escutava a chuva lá fora moveria montanhas... e também eu. 
*

I keep holding to that memory, to that feeling because I know in my heart I have still so much to achieve, so much I want and need to do. 
I know that my path will still present me with big rocks that will put my spirit and will to the test, but I know that I have the strength to outdo them. 

I know that the young girl listening to the rain outside would move mountains... and so will I.



Ingredientes

  • 6 pêras médias
  • 4 flores de hibiscus secas
  • 1 vagem de baunilha
  • Água q.b.
  • 1 chávena açúcar mascavado 
  • 1 pau de canela
  • 1/2 chávena de vinho do porto branco
  • Mel (opcional)
  • Iogurte grego (opcional)


Preparação

1. Descascar e lavar as pêras.

2. Numa panela larga colocar o vinho, o açúcar, as flores de hibiscus, a vagem da baunilha raspada e as sementes. Colocar as pêras e cobrir com água.

3. Levar ao lume e deixar cozinhar cerca de 30 minutos. No final remover as pêras e deixar reduzir por mais cerca de 30 minutos.

4. Servir as pêras com um pouco da calda, um fio de mel e o iogurte grego.





Blackberry & Chocolate triple Chia pudding with Quark... and farewell

{Pudim de chia triplo de Amoras e Chocolate com Quark... e a despedida }

São sempre elas as portadoras da mensagem de que o verão já vai dizendo adeus. 
As amoras, negras e intensas, colhidas entre os espinhos enquanto muitas não chegam, sequer, ao cesto.      
*
Every year they bear the message that summer has it's final days coming.
Blackberries, dark and intense, picked among the thorns while several of them don't even get to go to the basket.

BlackberryChia Blackberries_17 BlackberryChia6 Blackberries_19


É uma espécie de ritual meu de despedida dos dias de calor intenso, das férias e  ao mesmo tempo uma recepção de boas vindas ao outono.
Agora estou pronta para a nova estação, para as abóboras, para as maçãs. Estou pronta para as tonalidades castanhas, para as manhãs mais frescas que pedem o conforto de uma malha quentinha, 
Estou pronta para retomar o ritmo do trabalho e todas as tarefas que me aguardam e para criar novas rotinas para as crianças.
E confesso que já sentia a falta das minhas manhãs, de levar os meninos à escola, do meu café quentinho que me desperta e me acorda para o dia à minha frente.
*
It's kind of a ritual of mine of farewell to the days of intense heat, to the vacations and at the same time a welcome reception to fall.

Now I'm ready for the new season, I'm ready for pumpkins, for apples. I'm ready for the brown tones and the cooler mornings asking for the comfort of warm knitwear.
I'm ready to resume the pace of my work and all the tasks that await me and to create new routines for the children.
And I must confess that I already missed my mornings, I missed taking the children to school and my hot coffee that awakens me and prepares me for the day ahead.

Blackberries_14 Blackberries_20 BlackberryChia2 BlackberryChia4 Blackberries_2 BlackberryChia5 Blackberries_3


A despedida faz-se por isso, de forma feliz e contentada. As amoras essas, vão para tartes, para o iogurte, simples ou para um pudim como este, saudável e delicioso.    
Consola-me a alma pela manhã, alegra as crianças na hora da sobremesa. 

E assim se entra em Setembro, sabendo que para o ano haverá mais e boas amoras no mesmo lugar à minha espera.
*
The farewell is thereby a happy and contented one. The blackberries go to pies, to yogurt, plain as they are or for a pudding like this, healthy and delicious.
It consoles my soul in the morning, and make the children happy at dessert time.

And so I enter September, knowing that next year there will be more delicious blackberries in the same place waiting for me.

Blackberries_5 Blackberries_10 BlackberryChia3 Blackberries_8





Ingredientes

  • 200 gr amoras frescas
  • 2 chávenas de leite de coco
  • 50 gr queijo quark
  • 1 c. chá de extrato de baunilha
  • 2 c. sopa de mel puro
  • 1 chávena de sementes de chia
  • 1 c. sopa de cacau puro em pó
  • raspas de chocolate negro para polvilhar

Preparação

1. Numa tigela grande misturar o leite, o queijo quark e o extrato de baunilha, batendo com uma vara de arames.

2. Levar o mel ao microondas cerca de 30 segundos para que se torne mais liquido. Juntar ao preparado anterior.

3. Acrescentar as sementes de chia e mexer bem. Dividir por 3 taças.

4. Colocar as amoras num robot de cozinha com 1 colher de sopa de água e triturar. Reservar cerca de 2 colheres de sopa e juntar o restante a uma das taças de chia envolvendo bem.

5. Numa das outras taças juntar o cacau e misturar muito bem. Levar as 3 taças ao frigorífico por cerca de 2 horas. 

6. Numa taça de servir - ou num frasquinho de vidro - colocar por camadas a chia com cacau, a chia com amoras e a chia branca. No topo colocar o puré de amoras, algumas amoras frescas e as raspas de chocolate negro. Opcionalmente regar com um fio de mel.




Blueberry Plum Tart with Spelt Chia Crust... and the workshops.

{Tarte de Ameixas e Mirtilos com base de Espelta e Chia... and the workshops}

{ Este post foi feito com o patrocínio da Quinta do Arneiro / This is a Sponsored post by Quinta do Arneiro}

Quando decidi criar os workshops ao domicílio dados por mim nunca sequer imaginei que isso me poderia vir a abrir a porta para um mundo novo de possibilidades.
Até esse momento sempre procurei escudar-me um pouco atrás do meu monitor e sempre acreditei que os meus dedos transmitiam o que me vai no pensamento de uma forma que a minha presença ao vivo jamais o conseguiria fazer.    
*
When I first decided to create the workshops at home I could never have  imagined that it would lead me to a new world of possibilities.
Until that point I have always tried to shield myself behind the screen and I have always believed that my fingers conveyed my thoughts in a way that my own self in person could never do.

BlueberryPlumTart_col1 BlueberryPlumTart_001 BlueberryPlumTart_col6 BlueberryPlumTart_005


Mas, e ao contrário daquilo que tinha pensado, a verdade é que desde a primeira vez que o fiz que me sinto extremamente confortável nesse papel. 

Talvez porque goste de conversar, porque adoro poder partilhar esta minha paixão que é a cozinha saudável e biológica. Porque numa cozinha, seja ela qual for, sinto-me em casa, sinto-me bem.

E perceber que as pessoas gostam realmente daquilo que eu tenho para partilhar com elas e que novos desafios se vão desenrolando naturalmente é algo que me dá fôlego e entusiasmo para abraçar o futuro e tudo aquilo que ele ainda me reserva.        
*

But, contrary to what I initially thought, the truth is that since the very first time I did one I felt extremely comfortable in that position.
Maybe because I love to talk, because I love to share my passion for healthy and organic cuisine. Because in a kitchen, whatever it may be, I feel at home, I feel good.

And to realize that people really like what I have to share with them and seeing new challenges unfold naturally is something that gives me a new breath and enthusiasm to embrace the future and all that it has in store for me.

BlueberryPlumTart_col5 BlueberryPlumTart_010 BlueberryPlumTart_col3 BlueberryPlumTart_013 BlueberryPlumTart_col2


Há qualquer coisa de especial em reunir pessoas numa cozinha e partilhar receitas, truques e dicas, sentar-se à mesa e, entre conversas interessantes,  dividir a comida que aos poucos ganha forma pelas mãos de todos. 
     
*
There is something special about bringing people together in a kitchen and share recipes, tips and tricks, sit at the table and among interesting conversations, share food that gradually takes shape in the hands of everyone.

BlueberryPlumTart_015 BlueberryPlumTart_col4 BlueberryPlumTart_017


Muito mais do que um workshop, torna-se um encontro entre amigos que partilham histórias de si e das suas vidas, que partilham risadas e partilham também aquilo que, invariavelmente todos nós procuramos - o conforto de boa comida que nos encha a alma e o coração.

*
Much more than a workshop, it's a gathering between friends who share stories of themselves and their lives, who share laughs and share also what invariably all of us seek - the comfort of good food that fills the soul and heart.

BlueberryPlumTart_022 BlueberryPlumTart_014 BlueberryPlumTart_025



{Film Photography by  Nuno Ribeiro developed and scanned at Carmencita Film Lab}  


Ingredientes

Para a massa
  • 150 gr Farinha Espelta integral
  • 150 gr Farinha Espelta branca
  • 130 gr de óleo de coco sólido
  • 70 ml de água
  • 1/2 c. chá de açúcar mascavado
  • 1 pitada de sal
  • 1 c. sopa de sementes de chia
Para o recheio
  • 5 ameixas biológicas 
  • 1 chávena de mirtillos biológicos
  • 4 c. sopa de açúcar mascavado
  • 1 c. sopa de amido de milho
  • 1 c. chá de extrato de baunilha
  • 1 c. chá de canela

Preparação

1. Pré-aquecer o forno a 200ºC.

2. Numa taça juntar os ingredientes da massa e amassar com as mãos até se formar uma bola que se desprenda das 'paredes' da taça. Estender a massa com um rolo de cozinha sob uma superficie enfarinhada. 

3. Com o rolo enrolar a massa e desenrolar por cima de uma forma de tarte com aro amovível. Com o excedente da massa fazer uma trança para o rebordo e cortar vários circulos. Dispor 3 ou 4 circulos sobrepostos, enrolar e cortar ao meio. Formar pequenas rosas abrindo ligeiramente as pétalas. Reservar.

4. Numa taça misturar as ameixas partidas em gomos, os mirtillos, o açúcar, o amido de milho, a baunilha e a canela e envolver muito bem.

5. colocar as pequenas rosas no centro da tarte e à volta colocar a fruta, terminando com a trança em todo o rebordo da tarte.

6.  Pincelar a massa com leite, polvilhar com mais açucar mascavado e levar ao forno 30 a 35 minutos. Acompanhar com ricotta, iogurte grego natural ou uma bola de gelado.