Bagels Integrais... Desejos, vontades ou simples saudades?!

Os Estados Unidos fazem parte do meu roteiro de viagens anual e confesso que é sempre um momento alto do ano quando lá estou. As diferenças de cultura, os típicos costumes e rotinas do dia-a-dia são temas que me intrigam e fascinam de cada vez que lá estou e, se por um lado não me identifico com determinadas características daquele povo, outras há que lamento profundamente não façam parte da cultura europeia.

Devido a este fascínio por aquele continente, meu e do maridinho, parte da nossa lua de mel teve de ter paragem obrigatória em Nova Iorque. E eu mal podia esperar para lhe dar a conhecer algo de que já há tanto tempo lhe falava: os famosos bagels tostadinhos com manteiga ou queijo creme.
E bastou a primeira ida ao Starbucks mais próximo, uma dentada naquela roda fofa e estaladiça e um golo de um café latte quentinho, para a rendição ser total.  

E os Bagels são a minha paixão americana nº 1. Mas, dada a minha condição de pré e futura mamã, este ano não poderei viajar até lá e consequentemente não poderei saborear aqueles pãezinhos em forma de donuts que tanto me apetecem – ainda para mais agora. Felizmente por cá, em Lisboa, descobri um local onde os posso comer e devo dizer que em nada se ficam atrás dos originais.

Mas resolvi ir um pouco mais longe e tentar aventurar-me eu própria na confecção destes meninos. E já agora, porque não reinventá-los e torná-los um pouco mais saudáveis para poder comê-los mais frequentemente?
O resultado foram uns bagels integrais fantásticos, textura perfeita ainda que não totalmente perfeitos no que diz respeito à forma. Esta foi já a terceira experiência mas calculo que com a experiência a técnica da moldagem se vá aperfeiçoando. Inspirei-me em várias receitas que fui encontrando, mas a combinação de ingredientes tem o meu próprio toque.



Depois de feitos eu congelo-os individualmente, abertos já em metades, e quando necessito de satisfazer um desejo basta retirar do congelador,  colocá-los na torradeira, um pouco de manteiga, queijo-creme ou um qualquer doce apetitoso e eis que o milagre ocorre…





Ingredientes

  • 500gr Farinha Integral
  • 2 c. chá de fermento seco
  • 2 c. chá de açucar
  • 250gr de água
  • 100gr leite magro
  • Pitada de sal
  • 2 c. chá de açucar + 2 c. chá de bicarbonato de sódio
  • Sementes de sésamo, papoula, linhaça, etc.

Preparação

1. Misturar 100gr de água morna com o fermento e as 2 c. chá de açucar. Aguardar um pouco para que o fermento se active.

2. No copo juntar a farinha e o sal e programar 20 seg vel 1. Juntar a restante água e a mistura anterior e programar 4m vel espiga.
Verificar se é necessário adicionar mais farinha. A massa deve ficar bem firme.

3. Formar uma bola e colocar numa tigela levemente untada, virando a massa para untar dos dois lados, e cobrir com um pano.. Deixar crescer até dobrar de tamanho, durante + ou - 1 hora.

4. Colocar na mesa, dar uns murros para baixar e deixar a descansar mais 10 minutos.

5. Cortar em porções e fazer bolas.Transformar cada bola num anel furando com o indicador ou com outro utensílio. Girar no dedo indicador para abrir - o buraco deve ter o tamanho de 1/3 do disco para que não feche quando a massa crescer.

6. Colocar num tabuleiro, cobrir com um pano húmido e deixar descansar por mais 10 minutos.

7. Ferver água numa panela grande, e depois baixar o lume. Colocar os bagels na água com uma escumadeira e deixar cozinhar durante 1 minuto no total, virando a meio do tempo cada bagel. Fazer por etapas para que os bagels tenham espaço à sua volta.

8. Retirar com a escumadeira para um papel absorvente para escorrer bem. Virar os baggels para os pratos com as sementes e colocá-los no tabuleiro.

9. Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 20m ou até ficarem douradinhos.
Deixar arrefecer sobre uma rede.




Notas:
Neste caso só usei sementes de sésamo, mas podem e devem usar outro tipo de sementes para a cobertura.
Para fazer a forma pode-se também fazer rolinhos com a massa e depois unir as pontas, mas na minha opinião não ficam tão bonitos além do que há o risco de abrirem aquando da cozedura.

Bom Apetite, Su

23 comentários:

  1. Para mim estão perfeitos :) e integrais então mesmo a calhar :)

    ResponderEliminar
  2. Nunca provei, mas os teus ficarm com óptimo aspecto:) bj!

    ResponderEliminar
  3. Brava, sei riuscita a renderli buonissimi e come piaccioto a te...anche a me piace viaggiare e scoprire moltissime cose, soparttutto culinarie...buona settimana e grazie. Ciao.

    ResponderEliminar
  4. Ficaram perfeitos! Com um aspecto delicioso! Eu tambem gosto muito de bagels, onde é que os consegues encontrar em Lisboa?

    ResponderEliminar
  5. Sérgio,
    Podes encontrá-los no Delidelux, que é um espaço cafetaria/restaurante/supermercado gourmet onde podes tomar um brunch divinal e ainda adquirir produtos fabulosos :)
    Fica mesmo em frente à estação de Santa Apolónia.
    Aqui fica o link: http://www.delidelux.pt/pt/default.html

    ResponderEliminar
  6. Su gostei particularmente por serem integrais, cá em casa utiliza-se imenso farinhas integrais
    Um ebijinho

    ResponderEliminar
  7. FICARAM LINDOS...PERFEITOS, ALÉM DE NUNCA TER COMIDO , ACHO QUE IA GOSTAR.
    BJS

    ResponderEliminar
  8. Su,
    Uma das minhas melhores memórias de Nova Iorque tb são os bagels com queijo creme ao pequeno almoço, enquanto se escolhe o que fazer o resto do dia.

    Fiquei muito curiosa com esta receita, nunca fiz bagels cá em casa, vamos ver se é desta!

    ResponderEliminar
  9. Eu também adoro os EUA e comi em NY os pães mais deliciosos da minha vida!
    Ficaram perfeitos os teus bagels com farinha integral, parabéns!
    Um abraço
    Léia

    ResponderEliminar
  10. Olá Su!! Ainda não me tinha cruzado com o teu blog, mas já estou fã!
    Eu também gosto de bagels integrais. Fiz uma vez até...Boa receita, esta!

    Continua com o excelente trabalho!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Vou levar a receita, ficaram muito bonitos.
    bjs

    ResponderEliminar
  12. Olá Su, eu adoro estes bagels e faço como tu, faço-os e depois congelo e uso de tudo até sementes de papoila, ficam sempre deliciosos e lá em casa pequenos e grandes adoram :)

    ResponderEliminar
  13. Boa noite
    Parabéns pelo seu site. Conheci-o ontem e achei algumas receitas deveras interessante. Hoje já me aventurei na elaboração dos "bagles", mas já me surgiram algumas dúvidas:
    Depois de ser misturada, e antes de formar a bola para repousar, é normal a massa colar aos dedos? Como não tenho a bimby, que conselhos me pode dar para misturar a massa? Máquina de fazer pão, por exemplo?
    Obrigada.
    Carla

    ResponderEliminar
  14. Boa noite Carla,
    Antes de mais obrigada pela visita :)
    A massa deve ficar rijinha, se achar necessário deve juntar um pouco mais de farinha. De qualquer forma, uma coisa que me acontece muito a mim é a massa estar boa e ainda assim colar às mãos. Isto acontece porque tenho as mãos muito quentes, o que faço é passar as mãos por água fria, limpar bem e depois enfarinhá-las (este último é essencial).
    Experimente isto primeiro e depois veja se consegue formar a bola. É que depois de repousar a massa acaba por ficar mais elástica, pelo que também não convém exagerar na farinha.

    Quanto a amassar, pode amassar à mão. A máquina do pão como não tenho nenhuma, sinceramente não posso aconselhar... mas nestas coisas nada como experimentar ;)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Obrigada pelas dicas. Amassei a massa na máquina de fazer o pão, e depois de estende-la sobre um tapete , fui acrescentando farinha e misturando. Dá um bocadinho de trabalho, mas se fizermos para grandes quantidades de pão, acaba por compensar. A dica de os abrir antes de congelá-los é fantástica. Mais uma vez, quero felicitá-la pelo seu site.Se puder colocar mais receitas saudáveis, agradeço.
    Concordo plenamente consigo quando diz:"Somos aquilo que comemos" e apesar de ainda estar na casa dos 30, sempre que posso opto por refeições equilibradas e nutritivas.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Olá Su!
    Finalmente experimentei esta receita. Não correu bem :( A massa não cresceu e ficaram rijos. Erro meu, com certeza! Antes de tentar outra vez, gostaria de esclarecer 2 dúvidas: o fermento é de padeiro ou o normal dos bolos? Quando devemos juntar o bicarbonato (está nos ingredientes mas não na receita)? Peço desculpa, mas como sou inexperiente nestas massas... Muito obrigada! E por favor, continua com as receitas saudáveis e saborosas :)

    ResponderEliminar
  17. Icas,
    O fermento eu uso Fermipan, que são umas saquetas que se compram no supermercado e que estão ao pé das farinhas e açucar.
    Quanto ao bicarbonato, tens toda a razão, foi falha minha, mas deve ser adicionado à água em que se vão ferver os bagels.
    Experimenta novamente, por vezes as próprias condições de temperatura ambiente já chegam para alterar o resultado final. As primeiras vezes também não me sairam muito bem, verás que com a experiência hás-de lá chegar ;)

    ResponderEliminar
  18. Obrigada, Su!

    Vou tentar outra vez... Sem medo! :)
    Bom regresso ao trabalho e beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Queria fazer esta receita, mas tenho uma dúvida: quando é que acrescento o leite? E as colheres de sopa de açúcar que aparecem em segundo lugar, também se acrescentam na água?

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Joana,
      O leite deve ser adicionado à massa, ou seja no passo 2 juntamente com a restante água - foi um lapso meu não colocar.
      Quanto às colheres de açucar, sim é para se juntar à água :)
      Depois, se puder, conte-me como resultou :)
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Olá novamente Su :)

      Experimentei esta receita durante a manhã e foi um verdadeiro sucesso! Os bagels cresceram bem e ficaram muito bons :) Para a próxima vou experimentar usar metade de farinha de trigo e metade de farinha integral porque o namorado queixou-se logo, mas por mim estavam perfeitos ;)

      Beijinhos! :)

      Eliminar
    3. Joana,
      Que bom que gostaste :)
      Os homens e o integral é sempre a mesma coisa, não é? Em breve irei partilhar por cá outras receitas de Bagels... fica a dica ;)
      Beijinhos

      Eliminar
  20. Olá Su vi esta receita das bagels e adorei ainda não experimentei mas vou experimentar pois devem ser muito boas:) apesar de não ser fazem me lembrar os donuts eheheheheheh:) beijinhos assim que experimentar digo te beijoca

    ResponderEliminar