Risoto de Bacalhau e Espargos... ou a pura devassidão

Querem saber uma coisa verdadeiramente estranha acerca de mim??
Provavelmente nem deveria contar aqui isto, sob pena de mudar toda a vossa opinião acerca da minha pessoa (partindo do pressuposto, claro está, de que é uma opinião boazinha)… mas agora que levantei o tema, terei de continuar, não é verdade?


 
Desde miúda (se bem que ainda sou uma miúda, certo?!) que a minha forma predileta de comer determinados cozinhados é, nada mais nada menos, do que no final da refeição… diretamente …. aiii… digo??! não digo?!?!?!... ok… aqui vai:

diretamente da panela!

Uff… já disse. Pasmem-se as almas mais incrédulas.

É isso mesmo que leram. Nada me sabe melhor do que um arroz já morno e ligeiramente passado comido às escondidas com a colher de pau, rapando todos os cantos e recantos da panela. Nada mais fino, não é verdade?


 
Mas asseguro-vos que não há sabor nenhum que ultrapasse esse sabor. Ainda não consegui compreender verdadeiramente se é pelo facto de a comida ter repousado, se pelo ato de pura devassidão, mas que o meu palato canta odes e alma se me enche… disso não há qualquer dúvida.


Ingredientes
  • 2 porções de arroz arborio ou carnaroli
  • 1 posta de bacalhau
  • 1 caldo de legumes Natura
  • 1/2 cebola
  • 1 molho de espargos 
  • Azeite q.b.
  • 1 c. chá salsa picada
  • 1 noz de creme vegetal
  • Queijo da Ilha (ou Parmesão) a gosto
Preparação

1. Cozer o bacalhau. No final, limpar de pele e espinhas e desfiar grosseiramente. Reservar.

3. Escaldar os espargos em água fervente durante 3 minutos. Retirar para um recepiente com água gelada de modo a parar a cozedura e reservar.

4. Com o copo da bimby em funcionamento na vel 5-6, introduzir pelo bucal a cebola de forma a que fique picada. Juntar um fio de azeite e programa 3 minutos, T 100º, vel colher de pau.

5. Introduzir a borboleta e juntar metade do bacalhau desfiado e o arroz e programar 3 minutos, T 100º, vel colher de pau.

6. Dissolver o caldo em cerca de 1/2 litro de água a ferver e juntar ao arroz. Programar 12 minutos, T 100º, vel colher de pau. Ir verificando pelo bucal se é necessário juntar mais água e, caso o seja, juntar mais um pouco de água a ferver.

7. Acrescentar o restante bacalhau desfiado e os espargos cortados em pedaços e envolver com a espátula. Colocar a noz de creme vegetal e a salsa picadinha e programar mais 2 minutos, T 100º, vel colher de pau.

8. Deixar repousar 2 minutos e servir de imediato decorado com algumas cabeças de espargos e lascas de queijo.


 Bom Apetite, Su

13 comentários:

  1. Olá Susana
    Por vezes temos estes devaneios, eu própria ás vezes dou por mim a tirar uma colherada diretamente da panela. Curiosamente tenho esse hábito apenas na casa dos pais, pois em minha casa não o faço porquê, não sei...será por ser a comida da mamã?? Aquela que nos traz lembranças e recordações e têm sempre o melhor tempero, que nos desperta estes sentimentos...enfim, devaneios...
    O arroz ficou com um óptimo aspeto, não admira que as paredes da panela tenham sio "rapadas" eheh...muito bommm!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Su, é engraçado como há coisas tão simples que nos sabem tão bem! O meu marido adora molhar o pão na travessa, diz que no prato não tem o mesmo sabor! Há lá manias que não se entendem!
    Eu gosto imenso de risoto, esse que os apresentas deve ser absolutamente divinal!
    Obrigada pela sugestão do dia sem carne e sem peixe, vou mesmo aceitar a sugestão, porque eu adoro ovos, já estou a pensar em fazer um ovo escalfado, mas que a gema fique líquida para acompanhar legumes salteados ou até mesmo um risoto de cogumelos!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. LOL, ficarias muito espantada se eu dissesse que também faço isso? Quando vivia em casa dos meus pais o que me sabia melhor, depois de já ter rapado o meu prato, era comer o resto que ficava no tacho, com a colher de servir, enorme demais para a minha boca. Mas esses rapadinhos era o que me sabiam melhor. E hoje em dia continuo a fazer isso: depois de retirar para caixas o que sobra, vou ao tacho com a colher de servir e consolo-me de tanto rapar :D

    E quase me esquecia do risotto: belissimo em cores e aposto que também em sabor. A experimentar :)

    ResponderEliminar
  4. Cada um descobre nas coisas mais simples os seus pequenos prazeres! E não acho que o teu seja assim tão estranho, eu também gosto!

    ResponderEliminar
  5. Ahahah! Esse texto podia ter sido escrito por mim ☺ pelo que a minha mãe me conta eu já fazia isso desde muito pequenina, assim que tive permissão para me chegar aos tachos!
    Belo aspeto que tem esse risoto!

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  6. Uma boa cozinheira faz isso e a seu belo prazer delicia-se com um fundo de panela.

    O risotto hummmm fantástico Su, adorei essa mistura de ingredientes...

    Beijinhos!!

    ResponderEliminar
  7. Também gosto de fazer o mesmo...
    O risotto ficou fantástico.
    Beijinhos
    Mundo das Receitas
    http://mundodasreceitas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. Fantastic presentation! love those peppers!

    ResponderEliminar
  9. Por acaso, e eu que nem sou nada picuinhas, neste aspecto sempre fui uma esquisita de primeira. Não gosta nada de "raspar" os tachos e sempre que a minha mãe me oferecia a taça onde tinha batido a massa dos bolos dava-me náuseas (blarghhh, ca nojo), já ela adora.
    Já comer certas comidas com os dedos adoro (manteiga de amendoim p.e.), claro que depois não deixo essas comidas à disposição para outros :)

    ResponderEliminar
  10. Su, como eu te compreendo, não com o arroz, mas nos tabuleiros dos assados, onde fica sempre alguma coisa agarrada e tostada. Ai que bem que me sabe rapar esses restos.
    Já este risotto comia mesmo no prato, pois parece uma delicia, fiz um identico mas com gambas em vez do bacalhau.
    Um beijinho e espero que gostes das panquecas

    ResponderEliminar
  11. Ehehehe... Eu era a rapa-tachos oficial lá de casa dos pais :) E agora ainda prevarico, de vez em quando :) Não estás sozinha, Su...

    O risotto, maravilhoso!
    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  12. Que bonito blog encontrei eu hoje por acaso.. imagens fantastica! vou te seguir, pode ser :) um beijo da Marmita

    ResponderEliminar
  13. Foi por mero acaso que descobri este blog!! que grande revelação! as imagens são de fazer água na boca! já estou com dificuldade em escolher a primeira receita que irei experimentar!!

    Parabéns Su, absolutamente inspirador!
    um grande sorriso

    ResponderEliminar