Convidei para Jantar... a maior e melhor Chef na minha vida

Fecho os olhos, encostada no sofá, e transporto-me à minha infância. O meu cérebro parece ter retido apenas os bons e doces momentos. Vejo a tua cara, de pele clara, olhos água e boca rosada esboçando um pequeno e ternurento sorriso. Pareces-me tão grande, ou talvez sou eu ainda muito pequena.
Estendes a tua mão e ofereces-me qualquer coisa. É algo brilhante, de cor amarelada…ou será alaranjada?!
Dizes-me com carinho “Toma… experimenta só um bocadinho…” e levas o pequeno pedaço à minha boca. Eu sabia que não gostava daquilo, mas não resisti ao teu pedido tão meigo. Comi e eis que, para meu espanto, senti o sumo doce escorregar-me na língua. Afinal, se calhar, até podia gostar de manga.
Sorriste e, sei hoje, que soubeste ter ganho mais uma pequena batalha.



E foi assim, pedaço a pedaço, com pedidos ternos e deleitosos que me foste convencendo a gostar do que não gostava, a apreciar o que julgava ser impossível.

Foste tu, Mãe, que me incutiu o verdadeiro prazer pela cozinha e pelos ingredientes. E guardo, hoje, os momentos tão deliciosos de infância que partilhámos, quer os de luta por um palato mais apurado, quer todos os outros em que fizeste de mim aquilo que hoje sou. E sei com toda a certeza que só posso almejar ser um dia tão boa mãe como tu sempre foste.



Por isso és hoje a minha convidada especial, porque de todos os grandes chefs do mundo, nenhum há que se compare, sequer, a ti. E que privilégio ter uma mãe que é chef – e uma genética que me permitiu sobreviver ao facto de não saberes fazer comida para poucas pessoas.
Pensei em fazer o teu prato favorito, mas sei que não estaria à tua altura. Em vez disso colhi os mais belos cogumelos que encontrei – sei bem como és louca por eles – e banhei-os num molho cremoso e decadente tal como tu gostas.



Desenhei, delicadamente, as folhas da tarte enquanto pensava no teu sorriso. Montei-as, camada a camada, entrelacei-as com o aveludado de cogumelos e tive a certeza de que esta minha escolha seria totalmente do teu agrado.

A 2º edição do fantástico passatempo Convidei para Jantar... , criado pela Ana, foi acolhida no Gourmets Amadores este mês.  A Suzana pediu que trouxéssemos à nossa mesa Chefs e/ou Cozinheiros que nos preenchessem o coração (e a barriga) e, como não poderia deixar de ser, a minha escolha recaiu  na minha mãe que toda a vida foi, e é uma grande cozinheira... e uma grande Mulher.


Tarte de Cogumelos Cremosos em Massa Filo 

Ingredientes
  • 4 folhas de Massa Filo
  • 1 embalagem de cogumelos Marron pequenos frescos
  • 1 embalagem de cogumelos brancos frescos
  • 30 gr creme vegetal
  • 40 gr farinha Trigo
  • 500 gr Leite Magro
  • 200 gr carne picada
  • Azeite q.b.
  • Sal
  • Pimenta
  • 1 dente de alho


Preparação

1. Pré-aquecer o forno a 200º

2. No copo da bimby colocar um fio de azeite e o dente de alho picadinho. Programar 3 minutos, T 100º, vel 1.

3. Colocar a borboleta, os cogumelos partidos em quartos, a carne picada, sal e pimenta e deixar cozinhar por 10 minutos, vel c. inversa, T 100º

4. Retirar a borboleta, os cogumelos e carne e deixar o liquido no copo. Acrescentar a farinha, o creme vegetal, o leite e uma pitada de sal e programar 7 minutos, T 90º, vel 4.

5. Juntar o molho cremoso à mistura dos cogumelos e envolver bem.

6. Dispor 1 folha de massa Filo, cortadas em circulos, numa forma de aro amomível. Pincelar com um pouco de azeite e colocar outra folha por cima. Cobrir com o recheio e tapar com as restantes folhas de massa. Pincelar com azeite.

7. Levar ao forno por cerca de 20 a 25 minutos ou até a massa estar dourada e crocante.


Bom Apetite, Su

30 comentários:

  1. Su, não podias ter escolhido melhor chef, a tua querida Mãe! E que deliciosa tarte tu lhe preparaste, imagino a delicia!

    Bjs.

    ResponderEliminar
  2. De todas as escolhas possíveis esta é a mais acertada e uma homenagem maravilhosa!!!O prato escolhido é também lindo e com certeza um encanto no paladar...

    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
  3. Bonita homenagem! A receita parece-me óptima!

    ResponderEliminar
  4. Que melhor convidada, de facto, poderias ter? Uma linda e merecida homenagem e um jantar bem escolhido.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. De todas as escolhas possíveis, chefs famosos e badalados, esta é sem dúvida a melhor escolha. Feita com amor, carinho e todo um conjunto de memórias que preenchem a tua infância e vida. Perfeito! Adorei a tua participação, a bela homenagem que fazes à tua mãe. Deliciosa essa tarte com um recheio tão cremoso e aveludado. Um encanto.
    (ainda estou a tentar participar na tua festa, será para breve)

    ResponderEliminar
  6. Su,
    Nos meus feeds ainda só tenho o teu pãozinho, mas passei agora pela Suzana e vi que já tinhas publicado :)
    Ainda nem li a receita pq me atropelei em direcção aos comentários. Que ternura de post, e uma homenagem a quem deveras é uma influência na tua vida e nas escolhas que fazes na cozinha.
    Tinha pensado se alguém escolheria a sua mãe, uma coisa que como sabes não poderia fazer. A minha mãe será uma excelente professora, uma mãe carinhosa, avó babada, serial killer de formiguinhas, mas boa cozinheira, não é!
    um grande abraço e boa semana!
    E--ah!--- o bolo de pêra está rosadinho? Deve ser da fotografa =D

    ResponderEliminar
  7. Su,

    A mais especial das convidadas e uma homenagem bonita em forma de tarte, palavras e carinho! Obrigada por teres participado e partilhado esta fantástica convidada e as histórias em torno da vossa relação. :)

    Um beijo cremoso!

    ResponderEliminar
  8. Que receita bonita Su, tenho a certeza que a tua mãe é, neste momento, uma mãmi muito babada :)

    ResponderEliminar
  9. Que linda homenagem=) Não há nada como a comidinha da mamã (e do papá também, no meu caso!)
    A tarte está com um aspecto fantástico! beijinho

    ResponderEliminar
  10. Não sei do que gostei mais...se da receita, se das fotos! :)

    ResponderEliminar
  11. uma bonita homenagem :) Por muito premiados e talentosos que sejam os grandes chefs, na nossa memória permanece sempre a comida feita com amor e carinho das nossas mães, avós ou tias :)
    E preparaste uma bela iguaria!não resisto a cogumelos por isso qualquer dia estou a prepará-la :) beijinho

    ResponderEliminar
  12. Optima escolha Su, quem melhor para nos adoçar a boca e a barriga, adorei a receita

    beijinhos!!

    ResponderEliminar
  13. Su que lindddddddddddo, fiquei com as lagrimas nos olhos, não podias ter escolhido melhor chef! Adorei as palavras que nem consigo falar da receita que não deixa de ser fantastica. Um beijo para ti e outro pra tua chef :)

    ResponderEliminar
  14. Su a escolha é acertada, que lindas palavras para a mãe.

    A tarte simplesmente divinal :)

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  15. Parabens Su, não podias ter escolhido melhor chef. A tua participação é muito rica. Nem todos teem a sorte de ter uma mãe como chef :) E ainda por cima uma boa mãe. Estás de parabens.
    Adorei a simplicidade do prato cheio de ternura que ofereceste À tua mãe. Lindo.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Su, achei lindo o teu texto, afinal a 1ª chef que conhecemos é quase sempre a nossa Mãe. E é com ela, pelo menos comigo foi assim, que aprendemos a cozinhar.
    A receita está um primor, adorei
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Escolha do convidado é perfeita assim como a receita, adorei.
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Sei que do que gostei mais foi mesmo do texto! Linda homenagem, adorei!

    ResponderEliminar
  19. Mas que escolha tão bonita e que linda homenagem à tua mãe, Su!
    Deve estar imensamente orgulhosa e muito feliz, não só com a tua dedicatória, mas também com a tarte que preparaste com tamanha dose de carinho:) As nossas mães são as senhoras e rainhas das mais doces memórias, eu também prefiro a comida da minha mãe a qualquer outra do mundo!
    Excelente participação e receita!
    Beijinhos e boa semana:)

    ResponderEliminar
  20. Perfeito.....a escolha da Chef e o prato escolhido.


    http://asvezescozinheira.blogspot.com

    ResponderEliminar
  21. ciao, ti ringrazio del commento che hai postato sul "blog di Max" alla mia ricetta della pasta e fagioli nel coccio. Mi ha fatto molto piacere, così come mi ha fatto piacere scoprire il tuo blog.
    Io amo girare per il mondo, almeno virtualmente e sicuramente ti seguirò.
    ciao Marika

    ResponderEliminar
  22. Bellissimo il tuo blog! davvero complimenti :)

    ResponderEliminar
  23. Su
    Que belo tributo a uma mãe! Gostei muito do texto, da receita, dos sentimentos.
    Um beijo :)

    ResponderEliminar
  24. Que linda homenagem à tua mãe querida :') adorei, do fundo do coração, está linda! As mães são o melhor do mundo, as grandes fontes inspiradas, as verdadeiras musas!

    Beijinhos MissB
    http://arcoirisnacozinha.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  25. Fantástica homenagem!! Uma inspiração sem dúvida.
    A minha mãe também era uma fantástica cozinheira....
    Saudades!!

    ResponderEliminar
  26. Antes de mais queria dizer que fiquei apaixonada pelas receitas e pelo eu espacinho. Tudo tão bom, e no entanto tão saudavel (tudo o que mais procuro!). Parabens :)
    Grande homenagem que aqui fizeste, à tua mãe. Se herdaste dela o jeito pela cozinha, de certeza que seria uma grande cozinheira.

    Tania *

    ResponderEliminar
  27. Obrigada a todas.
    Mas meninas, a minha mãe ainda É uma grande cozinheira :D Graças a Deus ainda a tenho (e espero que por muitos e bons anos) comigo :)

    ResponderEliminar
  28. Su, revi-me nesta tua escolha... a minha mãe sempre foi a minha chef de eleição. Não há comida que me emocione mais do que a dela. :)
    Bjs

    ResponderEliminar