Panna Cotta de Iogurte e Abóbora ... e as perguntas que me assolam.

Sabiam que, para o ser humano, o olfato é mais sensível do que o paladar?

E que, por essa razão, quando perdemos a capacidade de sentir os cheiros o sabor também parece desaparecer? 

Sabiam que cozinhar quando não temos sabor nem cheiro pode revelar-se um verdadeiro e gigantesco desafio? 

Sabiam que as sapatilhas de ballet nunca trazem as fitas de cetim e que as mesmas são sempre cosidas à mão pelas bailarinas? 

E sabiam que existem técnicas especificas para coser as fitas e os elásticos nas sapatilhas?



Fazer uma simples canja de galinha pode revelar-se algo completamente assustador quando, por muito sal que coloquemos, o caldo nos sabe a apenas água desenxabida.

E que tristeza fazermos uma Panna Cotta que andamos a namorar há tanto tempo com a esperança de, no dia seguinte, termos reavido os nossos sentidos em falta e isso não acontecer. Olhamos para ela, tão bonita e perfeita – ainda que a determinada altura na sua preparação o seu aspeto nos tivesse tentado a colocar tudo no lixo  - e simplesmente sabermos que não nos saberá a rigorosamente nada. Diria mesmo que é quase cruel.


Esta Panna Cotta foi uma inspiração resultante de várias receitas que fui encontrando ao longo do tempo e, esteticamente, ficou muito apelativa. Dizem os convidados que faltava um pouco mais de doçura e que as camadas se dividiam em sabores entre um a lembrar o leite creme, e o outro claramente a iogurte.



E sem olfato e sem paladar, eis que me dediquei à costura das minhas primeiras sapatilhas de ballet. E confesso que, colocar nos pés as sapatilhas que eu própria costurei, me soube praticamente ao mesmo que uma Panna Cotta rica, cremosa e deliciosa me saberia…


Nota: Ainda não me coloco nas pontas... mas já faço umas meias pontas bastante razoáveis :)

Ingredientes

Panna Cotta de Iogurte
  •  1 1/4 chávenas de leite magro
  • 2 1/2 c. chá de gelatina em pó
  • 1 c. chá de extrato de baunilha
  • 1/3 chávena de Mel
  • 2 iogurtes magros cremosos
Panna Cotta de Abóbora

  • 1 1/4 chávena de leite magro
  • 2 1/2 c. chá de gelationa em pó
  • 1/3 chávena de Mapple Syrup (Xarope de Ácer)
  • 1 chávena de puré de abóbora
  • 1/2 c. chá de canela + para polvilhar

Preparação


Panna Cotta de Iogurte
1.  Colocar 1/4 chávena de leite e adicionar a gelatina em pó. Deixar repousar por 5 minutos.

2. Numa pequena panela aquecer 1 chávena leite até começar a ferver, mas não deixar ferver totalmente.

3. Adiconar o extrato de baunilha, 1/4 chávena de mel e mexer.

4. Juntar a gelatina e mexer bem para que se dissolva completamente no leite quente.

5. Retirar do lume e juntar o iogurte, mexer até que fique bem misturado.

6. Colocar o preparado em copinhos/recepientes, tapar com pelicula aderente e levar ao frigorifico por 3/4 horas, preferencialmente deixar durante a noite, até solidificar.

Panna Cotta de Abóbora

1. Colocar 1/4 chávena de leite e adicionar a gelatina em pó. Deixar repousar por 5 minutos.

2. Numa pequena panela aquecer 1 chávena leite até começar a ferver, mas não deixar ferver totalmente.

3. Adiconar o puré de abóbora, a canela e o mapple syrup e mexer bem.

4. Juntar a gelatina e mexer bem para que se dissolva completamente no leite quente.

5. Colocar, delicadamente, o preparado nos copinhos com a panna cotta de iogurte, tapar novamente e levar ao frigorifico até solidificar. Servir polvilhado com um pouco de canela.

 Bom Apetite, Su

28 comentários:

  1. Su adoro esse teu entusiasmo pelo ballet, dá-me saudades...
    A panna cotta esta perfeita com uma apresentação linda.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Ola Su! Que delicia esta Pana cotta!

    Em relaçao ao comentario que me deixaste sobre a minha ajudante... confesso que andei namora la durante algum tempo e agora sinto-me um pouco desiludida, é optima para fazer e bater massas mas para cozinhar acho que teria sido uma melhor opçao a bimby onde existem infinitos blog com preparaçao de refeiçoes nela ao contratrio da cooking chef!

    bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana,
      Pois realmente quando penso numa máquina dessas é sempre numa prespetiva de bater massas, porque não dá para muito mais do que isso. Eu não trocava a minha bimby, mas já o Nuno... :P

      Eliminar
  3. A apresentação está fantástica e deve ser delicioso.
    As fotos são lindas.

    http://asvezescozinheira.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Che foto!!! che panna!!! spero di non perdere mai il gusto, neanche nel leggerti, cosa impossibile...ciao.

    ResponderEliminar
  5. Sempre achei que a pana cotta em si não tem grande sabor. O que lhe confere algum "sal" é o molho que normalmente a acompanha.
    Em termos de apresentação não há dúvida que a tua sobremesa está mesmo apelativa.
    Gostei de saber que sapatilhas de ballet não trazem as fitas de cetim e que são cosidas pela bailarinha.
    Beijinhos
    Belinha
    Mundo das Receitas
    http://mundodasreceitas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Belinha,
      E não estás totalmente enganada. Aliás a Panna Cotta a meu ver é para quem, como eu, aprecia sobremesas suaves.
      Consegui provar a minha no dia seguinte e a parte superior de abóbora estava ótima, suave e quase sabia a leite creme.
      A parte de baixo era mais neutra e calculei que fosse lindamente com um molho.

      Eliminar
  6. Coitadinha...Imagino que olhar para essa doçura e só poder imaginar o sabor deva ser uma tortura! As sapatilhas assentam te na perfeição e mesmo não sendo bailarina olha que disfarças bem e essas meias pontas são um belo começo. Agora faz lá um plié!!!!:)

    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Ana Rita :D:D
      E já faço bem o plié... e o grand plié :P
      O que aparentemente tenho de trabalhar mesmo é a postura das minhas costas que, segundo a minha professora, é à ginasta - curvatura da coluna. Vou ter de me encostar a paredes para ver se perco a mania.

      Eliminar
  7. quanto ao sabor não sei, mas o aspecto está irreprensivel!
    mas eu como ando sempre à procura de sobremesas sem natas e sem leite condensado adorei estas sugestão :)
    quanto ao ballet, que bom esse teu entusiasmo :) beijinhos**

    ResponderEliminar
  8. É realmente uma crueldade não poder sentir os aromas e sabores dessa preciosidade. De aspecto faz-nos sonhar, com um aveludado perfeito e sabores delicados, que nos farão render por completo a ela. Adorei o uso da abóbora, bem original. E que bela postura nas sapatilhas de ballet, um sonho em jeito de dança rosa :)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  9. Olá Su:)
    Realmente preparar uma sobremesa com tanto carinho e dedicação e depois não a conseguir saborear é um pouco frustrante! Mas como os olhos também comem, acho que só de olhar para ela devias sentir-te encantada, como aliás eu estou agora!! Ficou linda:D E as tuas sapatilhas também ficaram lindas:)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  10. Bonitas palavras :) Adorei a receita e as imagens dos teus pés em acção. um beijo e continua a partilhar as tuas emoções :)

    ResponderEliminar
  11. FICOU LINDA E COM UMA EXCELENTE APRESENTAÇÃO.
    NA VERDADE SEMPRE PENSEI QUE FITAS JÁ VINHA NAS SAPATILHAS..
    BJS

    ResponderEliminar
  12. Em Dezembro fiquei com uma faringite e andei quase três semanas sem paladar nem olfacto. Foi horrível!!!!!! Cheguei mesmo a pensar que ia ficar assim para o resto da vida e que ia morrer de desgosto :(
    Felizmente não passou de um susto :p

    ResponderEliminar
  13. ah! belas pannacottas, devem ser boas juntas e separadas!

    ResponderEliminar
  14. Realmente, ficou com uma apresentação fantástica Su! Muito bonita mesmo. Mas imagino tu cheia de vontade de sentir o gostinho delas, e sem conseguires. Não se faz mesmo! :) E, tenho de admitir, não fazia ideia que as fitas vinham à parte.

    Tania *

    ResponderEliminar
  15. Su,
    Sabes que para mim a Panna Cotta tem de ter natas, ou é "iogurte cotto" :)
    Sabia sobre o olfato sim, até já escrevi sobre isso e deixei um teste na Padaria! O sabor desaparece de verdade, só sentimos o gosto.
    Calculo que tenhas feito esta sobremesa qd estiveste doente, mas olha que só para partilhar connosco já valeu a pena!
    Fiquei fascinada com as sapatilhas... tb quero! Será que há em preto?? Sempre me posso passear aqui por casa de sapatilhas, e sonhar :)
    bjs e bom fim de semana!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Ana, pois é, tens toda a razão. Fica a promessa de um dia destes fazer a verdadeira Panna Cotta ;) - até porque o homem lá de casa adora e torceu bem o nariz a esta.
      E olha, claro que há em preto :P
      http://www.dancedirect.com/uk/Products/Footwear/2039/capezio-ballet-shoe-2039/
      Depois é só comprares as fitas em cetim preto e coseres :)

      Eliminar
  16. Simply stunning, Su! The layers are so distinct and beautiful...I hope you are able to taste it soon :) I love the photos of your ballet shoes...so pretty~

    ResponderEliminar
  17. As melhoras!
    Eu não aprecio a Panna Cotta tradicional por isso, para mim, essa é uma agradável variação.

    ResponderEliminar
  18. Quando era muito pequena, talvez uns sete anos, vi num programa de televisão que Margot Fontaine tinha feito as suas primeiras sapatilhas. Como sonhava ser bailarina, tentei fazer o mesmo! Devo dizer que os meus esforços não foram muito bem sucedidos... mas este teu post trouxe-me esse momento da infância com o sonho, entusiasmo, esforço e banho de realidade que ele me proporcionou. Obrigada!
    Um beijinho

    ResponderEliminar