Aveia de Forno de Abóbora com Arandos Vermelhos... e uma avaliação


{scroll down for english version}



Após quase 1 ano de ballet qual é a avaliação que posso fazer sobre o impacto da dança clássica na minha vida?

Por muito que escreva sobre isto, sei que não conseguirei transmitir a verdadeira essência do que a dança significa para mim por palavras. É que, para ser franca, isto é algo que se sente cá dentro, quase como o sentimento de nos apaixonarmos pela primeira vez.






O ballet tornou-se parte de mim. Anseio os dias em que calço as sapatilhas ou as pontas, anseio a barra e o espelho, anseio os pliés e os en-dehor’s.
Oiço valsas e as mais belas músicas clássicas no dia a dia e isso faz-me flutuar ainda que apenas nos meus pensamentos.

“Postura direita, pescoço alto, cresce… cresce…” oiço a professora dizer-me enquanto caminho pela rua. E o leve sorriso nos lábios… não me posso esquecer!






É uma dança exigente e difícil. Requer, acima de tudo, muita auto disciplina e muita força de vontade para que consigamos evoluir e melhorar. E eu gosto disso… vá-se lá saber porquê.
E cada aula é um turbilhão de emoções. Dias há em que nada parece querer sair, esqueço-me da posição de braços e da cabeça, o pé não estica como deveria, as mãos ficam tensas em vez de fluídas e graciosas.
Mas depois, ao longo do tempo, apercebo-me o quanto já melhorei. Um en-dehor um pouco melhor, uma flexibilidade largamente crescente, um equilíbrio em aperfeiçoamento. E, numa aula,  um exercício que sai bonito, não erro e sinto cada musculo a trabalhar {o que significa que estou no bom caminho}… e isso… ah… isso é algo que me deixa orgulhosa e com vontade de fazer mais… muito mais.





E, por incrível que pareça, naquela hora em que estou na minha aula sou apenas eu, os meus pés e a música a fluir. Não sou mãe, não sou esposa, não sou filha ou profissional. Sou a bailarina que quer apenas dançar e dançar e dançar…

E eu sei que, independentemente do resto, uma vez bailarina… para sempre bailarina.


Ingredientes

  • 1/3 chávena arandos vermelhos secos
  • 1 chávena de flocos de aveia
  • 1/4 c. chá de sal
  • 1/2 c. chá de fermento em pó
  • 1 chávena  leite magro
  • 1 ovo
  •  1/3 chávena puré de abóbora, caseiro ou em lata
  • 1/4 chávena de Mapple Syrup
  • 3 c. sopa de creme vegetal derretido
  • 1/4 chávena de pecans, picadas grosseiramente
 

Preparação

1.Pré aquecer o forno a 180º. Espalhar os arandos no fundo de um tabuleiro de forno.

2. Numa taça misturar a aveia, sal e o fermento e envolver bem.Espalhar por cima dos arandos.

3. Na mesma taça (agora vazia) juntar o leite, o ovo, o puré e o mapple syrup. Bater com uma vara de arames até ficar bem envolvido. Juntar o creme vegetal enquanto se mexe sempre. Deitar por cima da aveia.

4. Espalhar as pecans por cima e levar ao forno cerca de 30-35 minutos ou até que fique dourado.

5. Servir de seguida com leite ou iogurte. Outros toppings podem incluir: mapple syrup ou açúcar mascavado.

Receita adaptada daqui


 Bom apetite, Su 





Baked pumpkin oatmeal with cranberries and pecans... and an assessment



After almost a year of ballet, what’s my assessment about the impact of classical dance in my life?

As much as I try to write about it, I know I will not be able convey in words  the true essence of what the dance means to me. Because, frankly speaking, this is something you feel inside, almost like the feeling of falling in love for the first time.

Ballet became part of me. I long for the days that I put my ballet shoes, I long the bar and the mirror, I yearn the pliés and the en-dehor's.
I hear the most beautiful waltzes and classical music on my daily routines and it makes me float even if only in my thoughts.

“Grow tall, long neck, higher… higher…” I hear my teacher commanding while I walk down the street. And the subtle smile at my lips… I cannot forget about it!

It is a demanding and difficult dance. It requires, above all, a lot of self discipline and a lot of willpower for us to evolve and improve. And I like it ... go figure…
And each lesson is a whirlwind of emotions. There are days where nothing seems to come out right, I forget the position of the arms and head, the foot does not stretch as it should, my hands get tense rather than fluid and graceful.
But then, over time, I realize how much I’ve improved. An en-dehor a little better, largely increasing flexibility, an improving balance. And, in the classroom, an exercise that comes out beautiful, I don´t fail and I feel every muscle working {which means I'm on the right track}… and that  ... ah ... that's something that makes me proud and willing to do more ... so much more.

And, oddly enough, at that time when I am in my class it’s just me, my feet and the music flowing. I'm not a mother, not a wife, neither daughter or professional. I am a dancer who just wants to dance and dance and dance ...

And I know that, regardless of the rest, once a ballerina... forever a ballerina.
 



Ingredients:

  • 1/3c dried cranberries
  • 1c old-fashioned oats
  • 1/4t salt
  • 1/2t baking powder
  • 1c skim milk
  • 1 egg
  • 1/3c pumpkin puree, homemade or canned
  • 1/4c pure maple syrup
  • 3 tblspoon soya butter, melted
  • 1/4c pecans, roughly chopped
 

Method

1. Preheat oven to 180ºC. Sprinkle the cranberries over the bottom of a baking dish.

2. In a bowl, combine the oats, salt, and baking powder. Stir until well combined and sprinkle evenly over cranberries.

3. To the same bowl (now empty), add the milk, egg, pumpkin puree, maple syrup. Whisk until smooth, then continue whisking as you pour in the melted butter. Pour the pumpkin mixture carefully over the oats.

4. Sprinkle the pecans over the top. Bake for 30-35 minutes or until golden and set in the center.

5. Serve immediately simple or add milk or yogurt. Additional toppings might include: maple syrup or brown sugar.

Recipe adapted from here

 Bom apetite, Su

11 comentários:

  1. Ainda me lembro de te incentivar a ires em busca do teu sonho de bailarina! Fico contente por ti.
    Parece um crumble, uma delícia.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá como vai ,vim fazer uma visita no seu cantinho e convidar vc para
    conhecer minha lojinha virtual, se eu não ti convidar como vc pode me conhecer
    não é , me desculpe se por uma acaso este recadinho te incomodar ,é que é o único jeito de
    fazer convites, é que tem pessoas que não gostam de links nas
    postagem então me perdoe se incomodar
    ficaria muito feliz com sua visita
    www.vivendoartes-aleartes.com.br
    fico esperando por vc
    até mais

    ResponderEliminar
  3. Como te percebo Su. Quando fazia as minhas aulas no gym, quer fosse spinning, yoga, balance, etc., era o meu momento. Naquela aula era só eu e o meu esforço, sentir o trabalhar dos músculos, cada centímetro em esforço. E era apenas o meu eu que adora desporto, não era profissional, a filha, a "esposa", a blogger, a amiga ou a colega. Hoje em dia não faço aulas no gym mas comuto a pé entre casa e o trabalho. E, se por vezes tenho a companhia de um colega, outras vezes há em que sou apenas eu, o meu passo acelerado (em modo de trabalho cardiovascular) e os meus pensamentos. E é também um outro tempo que é só meu, de reflexão de mim sobre mim. Do eu que fica tola com as pingas no chão que acabou de ser limpo e do eu que logo de seguida se relembra que tem que ser mais flexivel com estas coisas mundanas do dia-a-dia...
    E o meu pequeno-almoço, normalmente sozinha, é um bom momento de reflexão para poder também saborear esta aveia.

    ResponderEliminar
  4. Venho aqui porque além de simpatizar muito contigo, adoro as tuas fotos mas também gosto muito da forma como descreves as "coisas", gosto da delicadeza da escrita, chamo-lhe assim porque não sei como devo chamar,
    beijinho Su e continua assim.

    ResponderEliminar
  5. Companheira das sapatilhas, é realmente indiscritivel a paixão pela dança! Envolve-nos de tal forma que parece q mais nada existe.
    E essa tua aveia... mm a minha cara. Adorei

    Bjos

    Sara

    ResponderEliminar
  6. Gostei muito da receita.
    Beijinhos
    Belinha
    Mundo das Receitas
    http://mundodasreceitas.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. Acho que todos temos batalhas interiores com nos proprios, ninguem e perfeito todos temos os nossos defeitos. Por vezes existe quem saiba viver bem com isso sem nunca se importar se magoa os outros com os seus comentarios e atitudes. E depois existem outros que tentam mudar um comportamento ou tipo de atitude em relacao a determinada pessoa ou tipo de situacao, leva anos a tentar mudar um comportamento, mas so o facto de assumir que se teve a atitude errada ou a forma de expressao foi a errada ja e muito bom. Eu adoro os cereais confeccionados desta maneira.

    Beijinhos e bom fds

    ResponderEliminar
  8. Olá Su,

    Que fotografias maravilhosas!

    Bons cozinhados e boas aulas *
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Olá Su,

    Em primeiro lugar agradeço a sua visita ao meu espaço ! :-)

    Depois quero ainda parabenizar as magnificas fotografias que podemos contemplar, elas são um delirio para a nossa visão ! A aveia está com um aspecto fabuloso, é uma receita invulgar e adorei.

    A dança... pois é !
    Não sou bailarina !
    Mas adoro a Dança...
    Danço desde sempre, sozinha, acompanhada, em todos os locais que posso...
    Adoro !
    A minha predilecção não é dançar ballet, embora eu adore ver um bailado... é lindo, poético, como que uma canção que se entranha na alma !!

    Apesar de não dançar ballet, eu sinto a dança como a Su a sente para Si... mas noutros estilos, adoro dança árabe, adoro o salero das sevilhanas, do flamenco, adoro a sensualidade do kizomba, do tango, adoro a versatilidade de outras danças de salão... adoro a Dança !

    Beijinhos, belíssima publicação :-)

    Isabel

    ResponderEliminar
  10. Mas que belíssimas fotografias e que belo aspecto dessa aveia!

    Gostei imenso da receita pois não é muito usual mas parece deliciosa :)

    Estou a seguir o blog! Beijinho*

    ResponderEliminar
  11. Finalmente um achei um blogue que explore receitas mais saudaveis para a bimby. Ufa!
    Já sou seguidora :)

    ResponderEliminar