Pudim de frutos vermelhos e sementes de chia ... e as advertências desnecessárias


{scroll down for english version}

Não haverá, certamente, ninguém que saiba melhor do que eu e o pai as implicações na nossa vida da chegada das duas bailarinas que trago na barriga. 
Ainda assim quer-me parecer que a grande generalidade das pessoas receia que assim não seja. E talvez por essa mesma razão sintam necessidade para nos alertar constantemente para o fato de que “irá ser muito difícil” ou que “elas irão dar muito trabalho”. 



Será que as pessoas pensam mesmo que não saberemos nós o trabalho que dará a chegada de gémeas, especialmente quando temos já um filhote lá por casa? Não saberão elas que, e antes de qualquer outra pessoa, nós pensámos em todos os impactos e em rigorosamente todos os aspetos nos quais a nossa vida iria mudar? 
Haverá mesmo necessidade de quererem assim tanto focar os aspetos negativos e as dificuldades que se avizinham?! 
É que, convenhamos, nos primeiros dois meses a ouvir tais comentários vamos encarando tudo com tolerância e até algum humor, mas agora e depois de tanto tempo confesso que já perdi a paciência e muitas vezes já só me apetece responder torto. 




Depois do medo e choque iniciais que senti ao saber que esperava dois bebés, dou por mim a encarar a nossa sociedade dos dias de hoje cada vez mais e mais autocentrada e egocêntrica. 
Felizmente somos um casal com posses financeiras e com uma vida relativamente desafogada e confortável e por isso, se alguém há que possa criar 3 (ou mais) filhos somos certamente nós. Mas a verdade é que sinto que a sociedade de hoje encara os filhos como um entrave aos desejos e ambições pessoais e não como a verdadeira riqueza que eles são. 




Melhor do que ninguém o pai e eu sabemos que {até porque ainda temos as recordações bem vívidas na nossa mente} as noites iniciais sem dormir vão ser custosas, que o choro de dois bebés será algo extenuante, que educar e criar três crianças não será uma tarefa fácil. 
Mas sabemos ainda melhor que tudo isso passará e passará mais rapidamente do que aquilo que se tende a imaginar. Sabemos que se fomos {e somos} capazes de dar conta do recado e de gerir a nossa vida de forma bastante otimizada com um filho, também seremos com três. {e por favor não me digam que ter um é diferente de ter três e que a vida agora sim mudará, porque isso era precisamente o que me diziam acerca de não ter filho nenhum versus ter um filho} 



Sabemos que temos condições, e não me refiro apenas às económicas mas sobretudo às emocionais, para ter uma família desta dimensão – que convenhamos nem sequer é assim tão grande quando comparada às famílias de antigamente. 
Sabemos, sem qualquer réstia de dúvida e como sempre soubemos, que esta é a família que queremos ter e que nos tornará ainda mais felizes. 
Sabemos, acima de tudo, que sejam quais forem os aspetos negativos, os positivos suplantar-se-ão sempre a esses e serão sempre em maior escala. 



Mas a verdade é que já me cansei de ter de repetir isto para todas aquelas pessoas que se parecem sentir mais intimidadas por isto do que nós próprios. Cansei-me porque cheguei à conclusão que elas não ouvem e nem querem ouvir.

E resta-me tentar ignorar, por muito que isso possa parecer complicado, e focar-me apenas nas coisas positivas pois são elas que, seguramente, me darão força para aguentar os momentos mais dificeis.


Ingredientes


  • 3/4 chávena de água
  • 1/4 chávena de leite magro
  • 2 c. sopa de sementes de chia
  • 1/2 chávena de mirtilos
  • 1 chávena de morangos
  • 1 c. chá de aroma de baunilha
  • Adoçante a gosto (ou mel, ou nectar de Agave)


Preparação

1. Juntar a água às sementes durante 5 minutos.

2. Num processador colocar os restantes ingredientes e a água com as sementes de chia. Triturar durante alguns segundos até obter a consistência de um puré.

3. Dividir por taças e colocar no frigorifico durante a noite. Servir ao pequeno-almoço (ou como sobremesa) com mais frutos vermelhos e côco ralado.


sigam o Suvelle Cuisine no Facebook }

 Bom apetite, Su



Chia and berries pudding 

Text here

Ingredients:


  • 3/4 cup water
  • 1/4 cup skim milk
  • 2 tblspoon chia seeds
  • 1/2 cup blueberries
  • 1 cup strawberries
  • 1 tspoon vanilla flavour
  • Sweetener to taste (or honey or Agave)


Method

1. Soak the chia seeds in the water for 5 minutes.

2. Put all the ingredients in a blender along with the water and chia and blend until a puree forms.

3. Refrigerate overnight and serve for breakfast (or as dessert) topped with more fresh berries and shredded coconut.



follow Suvelle Cuisine on Facebook }

 Bom apetite, Su

23 comentários:

  1. Oh Su, isso é mesmo assim. As pessoas tendem a traçar os piores cenários.
    É custoso cuidar de 2 bebés, é (e no teu caso com mais um filho pequeno ainda pode ser mais). Mas tudo se consegue fazer. Haverá períodos um pouco mais cansativos, mas tudo passa e é maravilhoso vê-los crescer (e aos pares ainda melhor). :)
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. Ora bem, em primeiro lugar, e assim de rajada, duas bailarinas, são e só podem ser felicidade a dobrar! Quem disser o contrário está redonda e completamente errado, para além de cair no mais completo absurdo.Porque há pessoas absurdas. Mas há pessoas e pessoas, daí ter resolvido comentar. Eu vejo a beleza e a alegria dessas duas bailarinas que ainda estão aconchegadinhas (e tão bem aconchegadinhas) na barriga da mãe. Deste blogue pressuponho o carinho, o cuidado e o amor com que vão ser recebidas neste mundo. Resta(-nos)esperar por elas e abraça-las, mimá-las tanto mas tanto! Até nós que estamos deste lado e somos pessoas, pessoas que vêem a felicidade onde ela está.

    Já agora, parabéns também pelo blogue :)

    ResponderEliminar
  3. LOL!!! Pode dizer-se que algumas pessoas sofrem de surdez selectiva: só ouvem o que querem.

    Importante é vocês como família focarem-se nas coisas boas que por aí vêm e que vão ser muitas. A triplicar, sendo 3 os filhotes!

    Anteontem fiz uma geleia de framboesa e sementes de chia que ias gostar muito :)

    ResponderEliminar
  4. Tu já tens meio caminho andado pois tens um e já tens um pouco a noção.

    Ter 3 crianças duas com a mesma idade não deve ser fácil, mas se uma pessoa ou melhor o casal esta bem e exista apoio mutuo num abrir e fechar de olhos tens os 3 crescidos que não são tao dependentes de vocês.

    Infelizmente, ainda não sou... ou melhor sou mae de 4 estrelas e a maior riqueza / ambição para mim é ser mae de 1, 2, 3 ate mais crianças e ter a vida cheia de amor... enquanto esse desejo não se realiza partilho o amor que tenho com as sobrinhas.

    Uma receita bem light e bem apetitosa.

    PS - Desculpa o desabafo.... ;)

    Beijinho,

    Susana
    As Papinhas dos Babinhos

    ResponderEliminar
  5. Olá Su, bem compreendo essa exaustão que é sempre o aspecto negativo...e a alegria do pequenote com 2 irmãs? E a vossa felicidade quando os virem abraçados a dar mimos uns aos outros e a cuidarem-se através desse laço único que é os dos irmãos. Vai valer tudo tão a pena :) Beijos Tude p.s. por cá as chia andam nos batidos de fruta mas vou ver bem a tua receita.

    ResponderEliminar
  6. Ando há imenso tempo para fazer um pudim com sementes de chia, mas acabado sempre por me esquecer, mas ao ver este tão lindo e apetitoso, vou já fazer aqui um memorando para comprar sementes de chia :)
    Quanto à benção que é gerar um filho, no teu caso duas bailarinas, eu acho que o medo das pessoas e falta de capacidade faz com que desejem que todos sejam da mesma forma, o que atualmente é grande problema da nossa sociedade, o individualismo e o egocentrismo que leva as pessoas a não terem a capacidade para pensar no próximo, quanto mais terem a capcidade para criar um filho. Por isso é que as escolas (falo porque sou professora) estão cheias de crianças sem regras, mal comportadas e infelizes, porque se tornaram em mais um objeto em casa, no qual a disponibilidade para elas não existe. Por isso se têm essa vontade de ter filhos e tem esse amor para lhes dar não ligues às inseguranças alheias, porque a parte financeira é muito importante sem duvida, mas parte do amor é muito mais.

    Beijinhos
    Joana

    ResponderEliminar
  7. Su, que grande lição, acredito que sim que não será fácil mas as coisas boas também vão ser a triplicar, pensa nas recompensas que o mundo à tua volta só pensa nas coisas más,
    beijinho

    ResponderEliminar
  8. Olá Su,
    Em geral as pessoas têm pensamentos muito negativos e quando não sabem o que dizer, pior ainda, mas há que dar um desconto.
    Claro que vai dar trabalho, no entanto, como tudo na vida, vai ser mais fácil do que querem fazer parecer, por isso aproveita cada momento, que passam depressa.
    O pudim tem uma cor linda e acredito que a chia faz uma combinação magnifica.
    Beijinhos e boa sorte.

    ResponderEliminar
  9. As pessoas hoje em dia preocupam-se demais, é verdade. Até com o que não lhe diz totalmente respeito. Ah! E então não será a coisa mais reconfortante, chegar à noite a casa e teres o miminho e o aconchego dos teus 3 pequeninos?! Vê-los cresces? Brincar com eles? Receber abraços e beijinhos? Haverá coisa melhor? Estou convicta de que não. E conhecendo-te o pouco que conheço, através do blog, de certeza que vão ter amor e carinho de sobra! Desejo-te muita sorte, e tudo vai correr bem.. claro!! :) Que venham duas bailarinas lindas.
    Um beijinho Su.

    ResponderEliminar
  10. Ah! Até me esqueci: que esse pudim parece qualquer coisa de bom! Cada vez que vejo sementes de chia em pudins/batidos tenho mais vontade de as experimentar.. nãod eve faltar muito tempo para me aventurar ;)

    ResponderEliminar
  11. Minha querida,

    Adorei!!!
    Também já me irrita um bocadinho dizerem-me q vou ter q parar de viajar e deixar de fazer muita coisa.
    Sei que primeiros meses será assim, mas depois quero continuar a correr o mundo com a minha filha (como há tantos pais q fazem). Tal como tu, felizmente, há saúde, condições e apoio familiar suficiente.
    E como não me quero ficar por aqui, gostava de ter mais um ou dois bebés, vou-me inspirando em ti.
    Um graaaande beijinho

    ResponderEliminar
  12. Para quem, como eu, viveu exactamente a mesma situação (tenho hoje três filhas maravilhosas), cheguei à conclusão que aquilo que as pessoas sentem para reagirem desta forma é inveja. Passo a explicar: conheço muitos casais com apenas um filho que dizem que aquilo que mais gostariam era ter uma família mais numerosa, mas atribuem à crise o motivo para tal. Ora eu tenho cinco irmãos, os meus pais criaram-nos com muitas dificuldades, num tempo em que Portugal vivia um dos seus períodos mais difíceis, economicamente falando. Claro que os meus pais prescindiram de muitas coisas para terem uma família numerosa, nunca tiveram férias, nunca viajaram, sempre retiraram do seu quintal a maior parte dos seus alimentos. Ter filhos significa muito isso, prescindir de algo em prol de alguém, deixar de parte alguns luxos para poder "dar-se ao luxo" de ter vários filhos. Não sei bem se me fiz entender, mas acho que se essas pessoas "invejam" o facto de "inevitavelmente" se ter mais que um ou dois filhos.. Beijinhos aos cinco. Cila

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Linda a sua resposta...
      é exatamente como descreve..."prescindir de algo em prol de alguém" deixar de parte luxos etc..etc..
      Cila, para além da enorme RIQUEZA em ter 3filhas, vc possui naturalmente uma grande riqueza interior...
      BemHaja
      UmaAnónima

      Eliminar
  13. A maior parte das pessoas acha que a chegada de gémeos é um bicho de 7 cabeças, por ser menos habitual e o verdadeiro cliché "trabalho a dobrar", eu acho que é uma dávida!

    As tuas fotografias estão lindas e a sobremesa também :))

    ResponderEliminar
  14. é bem verdade o que dizes! A minha colega assim que ficou grávida do segundo os clientes diziam "mas vai ter a criança? a outra só tem 1 ano". Eu acho que se metem em demasia na vida privada das pessoas!
    Cada um sabe o que quer, e as capacidades que tem para criar 1, 2 ou mais filhos!
    Eu acho que é uma dádiva ter irmãos! Adoro o meu irmão e acho que faz muito bem crescer com alguém ao lado!
    Quanto aos gémeos, é fantástico! Pode de facto ser trabalhoso, mas é óptimo! O trabalho vem todo junto!
    Muitos parabéns :)
    Que venham duas princesinhas perfeitas, cheias de saúde, que isso é o mais importante!
    Quanto ao pudim, ficou maravilhoso! As fotografias são perfeitas.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  15. As pessoas tem sempre tendência a ver os aspectos negativos, enfim! E depois já não são pais de primeira viagem, sabem bem o que é criar um filho. Vai tudo correr pelo melhor, vai ser felicidade a triplicar :)

    Bjs.

    ResponderEliminar
  16. Acho que te vais sair bem,é trabalho a dobrar mas há-de correr tudo bem...
    Adorei o pudim ficou lindo e com frutos vermelhos agrada-me e muito
    bj

    ResponderEliminar
  17. As pessoas metem-se demais em assuntos que não são delas. Às vezes, acredito, que nem seja por mal. Mas torna-se incomodativo, bem sei.

    ResponderEliminar
  18. É por tudo isso que Deus vos deu essa felicidade. Essas duas belas meninas escolheram os pais certos para elas. Se não fossem capazes, tudo seria diferente com certeza.
    O pudim parece uma maravilha! Bjs

    ResponderEliminar
  19. A vida muda com a chegada de mais um, ou dois, ou três filhos... tal como, com a chegada do primeiro, se bem que aqui, muda mesmoooo! Mas, muda para melhor porque o amor se multiplica, porque apesar do "trabalho" que isso possa acarretar o nosso coração torna-se gigante.Beijinhos <3

    ResponderEliminar
  20. Su, sou mãe de 4 filhos pequenos e toda a vida ouvi comentários desse tipo. Procurei sempre ignorá-los porque, de facto, são feitos por quem não percebe nada do assunto (ou até percebe, mas infelizmente, não consegue perceber a felicidade dos outros). Difícil? Complicado? Com certeza que há-de ser algumas vezes. E daí?
    Remeto-lhe um texto do José Eduardo Agualusa ("Carta à minha filha recém-nascida") já com alguns anos e que acho maravilhoso. Retirei-o agora de um blog, cujo link segue abaixo. Felicidades para os 5!:
    http://derrotarmontanhas.blogspot.pt/2011/01/as-sextas-com-jose-eduardo-agualusa.html

    ResponderEliminar
  21. Olá Su..
    Só para lhe deixar um enorme PARABENS pelo divino momento que atravessa...e dizer~lhe que, tbm eu apenas me centro no que me é positivo, afastando-me a alta velocidade do que não me interessa..e assim tenho uma família enorme e feliz...Não desista NUNCA dos seus sonhos e dos seus objetivos...
    Beijinho da UmaAnonima
    que está sempre torcendo por si...

    ResponderEliminar