Courgettes Recheadas com Orzo... e como é afinal ter-se gémeos


{scroll down for english version}


Como é afinal ter-se gémeos?

Como é a vida com dois bebés e uma criança de dois anos e meio? Como é que se gerem as rotinas e as diversas responsabilidades? É possível ter o mínimo de organização e controlo com três crianças dentro de casa? É possível ter um momento, por mais breve que seja, para nós próprios? Podemos continuar independentes ou estamos condenados a depender de toda a ajuda daqueles que nos rodeiam?

IMG_8526

Tenho a dizer que a resposta a estas perguntas são, no meu caso pessoal, bem mais positivas do que aquilo que qualquer pessoa que apenas observa de fora possa imaginar.

É um facto que tenho vários fatores a meu favor que me descomplicam, e muito, a vida e que tornam possível que esta não seja um completo caos. O ter empregada para cuidar da casa e da roupa, pais e sogros com os quais podemos contar sempre para ficarem uma ou outra vez com o mais velhinho e, naturalmente, as minhas gémeas serem umas verdadeiras paxás, tranquilas e muito serenas. E claro, o mais importante de tudo, ter ao meu lado uma pessoa que é um marido e um pai exemplares e que me apoia em absolutamente todos os aspetos.
Mas a verdade é que a minha vida, e ao contrário daquilo que eu imaginava, não se converteu em nenhum cenário terrifico e desorganizado. E afinal, a experiência do primeiro também já conta e muito.

LR24

IMG_8522


Claro que dois bebés dão trabalho e isso é inquestionável. Claro que a gestão de uma criança de dois anos e meio que ainda exige tanto de nós é mais difícil quando temos de nos preocupar com mudar fraldas ou dar de mamar. E claro que muitas vezes nos sentimos mais cansadas porque, afinal, as horas de sono também são menos do que antes. 

Mas posso dizer que consigo gerir bem os meus horários, consigo ter tempo para mim e para as minhas coisas e consigo não ser dependente dos outros. 
Julgo que é fundamental ter rotinas e horários e se com o meu filho mais velho já havia seguido essa máxima quando a minha atenção e tempo eram somente para ele, agora isso torna-se ainda mais crucial. Estabeleci horários para as gémeas e, dentro do sensato e razoável, sigo-os de forma consistente. Talvez por isso tenha conseguido que elas próprias se mantenham calmas e que já se encontrem com ritmos de sono muitíssimo bons, nomeadamente, cinco a seis horinhas seguidas de noite [e que maravilha isto é para o nosso bem estar].

Collages7

São também esses horários que me permitem ter tempo para sair um pouco, para cuidar de mim, para ir ao ballet, para brincar com o meu filho, namorar com o meu marido, navegar na internet ou experimentar as minhas receitas.
E sim, poder fazer estas coisas contribuem de forma inquestionável para eu própria me sentir bem comigo mesma e, consequentemente, estar bem para cuidar dos meus filhos.

Para além dos horários procuro tentar facilitar todas as tarefas diárias de forma a otimizar o meu tempo. Seja os banhos, mudas de fraldas ou refeições, procuro sempre ter tudo preparado de forma a ser o mais rápida e eficiente possível e a minha palavra de eleição, agora mais do que nunca, é organização. 

IMG_8528

Não vou dizer que é sempre tudo um mar de rosas, há momentos mais complicados seja porque uma das pequeninas desatou a chorar precisamente na hora de deitar o mano, seja porque a outra adoeceu e o medicamento que está a tomar lhe provoca cólicas o que a deixa muito mais agitada. E não vou dizer que tenho tempo de sobra, tenho sim o tempo bem contado e as prioridades bem estabelecidas. Há certas coisas que neste momento tenho de abdicar porque efetivamente o tempo não dá para tudo e por isso mesmo procuro fazer aquilo que realmente é importante.

Não, nem sempre é um mar de rosas, mas em grande parte do tempo é muito semelhante a isso e senão mesmo melhor. Especialmente quando estamos rodeados de risos de pura inocência que são esboçados e nos são dados sem ser esperado absolutamente nada em troca...

Ingredientes


  • 2 courgettes redondas
  • 1 chávena de orzo (massa pevide)
  • 1 c. chá de sementes de funcho
  • 1 c. chá de cominhos em pó
  • 1 c. chá de açafrão das Indias
  • 1 cebola pequena
  • creme vegetal q.b.
  • 1 fio de azeite
  • Sal
  • Pimenta
  • 2 c. sopa de amêndoas picadas
  • Queijo da ilha a gosto

Preparação

1. Pré-aquecer o forno a 200º

2. Cortar as tampas das courgettes e, com a ajuda de uma colher, remover a polpa tento o cuidado de não cortar a casca.

3. Num tacho colocar a cebola picada com o creme culinário e o azeite e deixar a cebola dourar. Juntar a polpa da courgette picada e deixar cozinhar por 10 a 15 minutos. Temperar com sal e pimenta.

4. Juntar as especiarias e o orzo e cobrir com água a ferver. Deixar a massa cozer, juntando mais água se necessário. Deixar a água reduzir e juntar a amêndoa.

5. Rechear as courgettes com a massa e tapar com as tampinhas. Levar ao forno por cerca de 20 minutos. Após esse tempo cobrir o recheio com o queijo e deixar gratinar por mais 10 minutos. 




sigam o Suvelle Cuisine no Facebook }

 Bom apetite, Su



Orzo Stuffed Zucchinis



Ingredients:


  • 2 round zucchinis
  • 1 cup orzo
  • 1 tspoon  Fennel seed 
  • 1 tspoon cumin powder 
  • 1 tspoon saffron of the Indies 
  • 1 small onion qs 
  • vegetable butter 
  • 1 drizzle of olive oil 
  • salt 
  • pepper 
  •  2 tblspoon of chopped almonds 
  • Parmesan Cheese to taste


Method

1. Preheat oven to 200ºC   

2. Cut the zucchinis caps and, with the help of a spoon, remove the pulp try to be careful not to cut the skin. 

3. In a pan put the chopped onion with the olive oil and butter and let the onion brown. Add the chopped zucchini pulp and cook for 10-15 minutes. Season with salt and pepper. 

4. Add the spices and orzo and cover with boiling water. Allow the pasta to cook, adding additional water if necessary. Allow the water to reduce and add almonds. 

5. Fill the zucchinis with the pasta and cover with the lids. Bake for about 20 minutes. After that time cover the filling with the cheese and leave for 10 minutes.



follow Suvelle Cuisine on Facebook }

 Bom apetite, Su

37 comentários:

  1. Olá Su, adorei o post. O meu filho tem umas coleguinhas gémeas que também têm um mano mais velho e a mãe diz isto, precisamente, é tudo uma questão de organização. Gerir os três às vezes é mais fácil do que quando se tem só mais um.
    Quanto à receita, uma delicia!
    Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Honestamente acho que haverá pais que, com apenas 1 filho, se devem ver bem mais aflitos do que eu. Aqui entram muitos fatores, nomeadamente a criança e por vezes a forma de ser e estar dos pais... e claro a organização.
      No final este post serve apenas para motivar outras mães, isto porque eu sei como as pessoas podem ser desencorajantes... mesmo que sem intenção.
      Beijinhos e obrigada

      Eliminar
  2. Realmente, Su, é tudo mais fácil quando o tempo e as prioridades. Com três crianças pequeninas em casa e que necessitam de tanta atenção e cuidados, todo o tempo tem que ser organizado ao segundo.
    Parabéns por tanta simplicidade e por esta receitinha divinal.
    Beijinhos
    CláudiaV

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia, precisamente... ao segundo :)
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Que maravilha!!! Fico sempre contente quando descubro mamãs que têm a mesma sorte que eu :)

    A receita... well... Levas a vida a tentar-me :)

    BTW, hoje deixei uma receita no blog bemecuisine.com que é, decididamente, a tua cara. Ou a cara da tua cozinha :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Me, acho que também conta muito a postura que temos perante a vida... não achas? ;)
      Grande beijoka

      Eliminar
  4. Fico sempre encantada com as teus textos. Um autentico exemplo de tranquilidade! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sempre estou tranquila... mas diria que me esforço para o ser :)
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Também me parece que é necessário cultivar e manter uma atitude positiva, positivismo este que a Su transparece desde sempre. E calma, muita calma :) parabéns! As fotos, claro, maravilhosas como sempre!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :)
      Precisamente, e eu acredito que a atitude positiva traz, nada mais nada menos do que, coisas positivas. Beijinhos

      Eliminar
  6. Quanto não vale essas magníficas ajudas. Cá em casa também conto com a ajuda do marido para essas coisas, mas com o horário de trabalho é mais complicado sobrar tempo para mais coisas. Também tenho prioridades senão fosse assim seria bonito ;)
    Adorei a tua receita, mas cá é muito difícil arranjar dessas courgettes... são lindas"

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Susana, sim as ajudas são mesmo fundamentais. E claro, sem prioridades nada feito.
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Que bela receita! Não posso comentar em relação aos filhos, que ainda estão no meu futuro, mas posso comentar em relação à receita deliciosa que nos apresentas! Tem um aspecto fantástico!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Susana, pelo menos ficas a saber que existem realidades de pessoas com filhos cuja vida não se torna um terror :)
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Imagino que a vida com 3 bebés seja cansativa, mas tão tão compensadora :) E quando se tem ajuda, e principalmente organização, que maravilha! :) Adorei as Courgettes, ficaram muito bonitas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Raquel, é verdade, compensadora e muito.
      Grande beijinho

      Eliminar
  9. Nem imagino o que deve ser ter 3 crianças tão pequenas em casa, exige muita organização. Estás de parabéns, conseguires ter tudo em ordem e ainda teres tempo para fazeres posts tão bonitos.
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sempre consigo ter tudo em ordem, mas para toda a regra existem exceções e por isso encaro dessa forma quando as coisas estão menos controladas. Mas na grande maioria do tempo leva-se bem :)

      Eliminar
  10. Um relato bem tranquilizante, especialmente se quem te lê estiver na condição de ir ter gémeos (ou um filho que seja). E claro, é bom ver que continuas a ter tempo teu para dedicar a nós, partilhando receitas deliciosas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi precisamente por isso que fiz este relato, por saber os sentimentos que nos assolam quando esperamos gémeos... ou mesmo numa primeira gravidez.
      Beijinhos grandes Ondina

      Eliminar
  11. Sem dúvida que quando temos filhos a organização torna-se fundamental para optimizarmos o tempo e proteger os tempos prioritários. Aprendemos a relativizar as coisas e passamos a dar valor ao que realmente importa. Gostei da partilha.

    Um beijinho,
    Sónia

    http://bolas-desabao.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  12. Ficaram umas courgettes mesmo apetitosas :)
    E com um pouco de organização, e algumas ajudas, tudo se compõe na nossa vida, à partida achamos sempre que vai ser mais complicado do que realmente se torna não é? :) E acho que enfrentamos as mudanças sempre com a sensação que vai ser dificil, mas por vezes, é surpreendentemente fácil... Haja amor :)
    beijinhos querida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo isso Xana, acho que pintamos sempre as coisas mais negras do que elas realmente são.
      Beijinhos grandes

      Eliminar
  13. Há que ser organizada e muito! E valorizar o que é mais importante.
    Adoro as curgetes redondinhas.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Inês, precisamente. Felizmente organização e gestão é comigo ;)
      Beijinhos

      Eliminar
  14. Olá, Su.
    Vim retribuir a tua visita!
    Que blog maravilhoso e fotos lindíssimas!
    Que post tão bonito! Tenho 2 filhotes (um de 3 e outro de 7) e seio complicado é gerir as coisas com harmonia...Gémeos então...És uma super mãe!
    Fiquei tua fã.
    Beijinhos

    Sílvia
    http://bocadinhosdeacucar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Super mãe nem pensar, mas tento dar o meu melhor sem dúvida. E no fundo julgo que se os meus filhotes me acharem uma super mãe, mesmo não o sendo, só isso compensa tudo :)
      Grande beijinho

      Eliminar
  15. O lindo.. adoro os teus relatos e pronto nem sei o que dizer por vezes! Gostei da particularidade de teres feito 2 courgetes para falares das tuas meninas :) beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marmita... Alguém bem atenta ;)
      Grande beijinho e obrigada minha linda

      Eliminar
  16. Olá Su, encontrei-a por acaso no blog da Twigg Studios, vim visitá-la e fiquei sua seguidora. O seu blog encantou-me! Fotografias, receitas, família tudo cheio de amor. Gostava que espreitasse o meu cantinho :)
    Desejo que tenha um domingo feliz e uma semana muito criativa.
    Beijinhos,

    Ana Love Craft
    www.lovecraft2012.blogspot.com

    ResponderEliminar
  17. Olá Norinha,
    Como sabes gosto muito da tua culinária, que é deliciosa e estou sempre pronto a degustar tudo o que fazes,
    Mas também sabes que gosto particularmente do que escreves. Tens uma postura perante a vida sempre com uma atitude muito positiva. Vês sempre o lado bom da vida. Essa atitude é muito importante no dias de hoje ( sempre foi ). Organização, pragmatismo, positiva, coragem, determinação e tantos outros, são valores que tens e que transmites a quem está perto de ti. Como sabes partilho e penso que tenho alguns desses valores. Gosto muito de ti. Grande beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por vezes esquecemo-nos de 'elogiar' aqueles que nos são mais próximos, achando que de alguma forma, mesmo que não o expressemos por palavras os nossos elogios chegam a essas pessoas. Mas a verdade é que 'ouvir' assim um elogio destes que me acaba de fazer - sobretudo quando vem de uma pessoa de quem gostamos - nos dá motivação e nos faz sentir amados e valorizados.
      E por isso, sogrinho, um muito obrigada por essas palavras que significam muito para mim.
      E bem sabe que o sentimento é mútuo.
      Grande beijinho

      Eliminar
  18. Su,
    Organização e consistência são a chave para o sucesso e tu, com este relato, só nos provas que estás a colher os frutos da tua boa organização e rotina bem organizadas.
    As duas courgettes (que parecem gémeas...), estão tão apetitosas. Adoro orzo e a combinação é sublime.
    Beijinhos grandes,
    Lia.

    ResponderEliminar
  19. Sou mãe de gémeos , mais um, não tenho ajuda nem de pais , nem de sogros, e nem empregada de limpeza, tenho sim, uma organização que me dá tempo para tudo (trabalho fora de casa), não há super mães, há sim, é pessoas organizadas e desorganizadas, stressadas ou menos stressadas, o segundo/terceiro filho dá com certeza outra tranquilidade e experiência que se torna tudo muito mais fácil.

    ResponderEliminar
  20. Viva
    Gostaria de partilhar a minha experiência com gémeos monogenéticos. Tenho 2 meninos, agora já com 12 anos, e de facto ser pai de gémeos é uma experiência única. A cumplicidade que ambos têm logo desde a nascença, o facto de com o crescimento a forma como cada um deles gosta ou do pai ou da mãe muda. As conversas que só eles percebem e entendem. É obviamente que depois existe o outro lado, o lado do trabalho e de facto é cansativo. Lembro-me de ter que esterilizar cerca de 21 biberons por dia para ter a coisa já organizada para lhes darmos de comer. Mas depois é vê-los a crescer saudáveis e ver a evolução ao crescerem. Curioso curioso é vê-los a discutir por causa de um brinquedo, aparentemente igual, mas casa um deles sabe que existe uma pequena diferença percetível, que faz com que o boneco tenha efetivamente um "dono". Depois apareceu a princesa com com 1 ano e meio de diferença que faz a ponte entre os 2. Trabalho é claro que existe, mas depois compensa tudo pela forma como eles os 3 reagem, e são as gargalhadas que os 3 dão, hoje em dia, que faz esquecer todas as outras coisas.

    O seu blog de facto é muito interessante, muitos Parabéns e felicidades.

    Nuno

    ResponderEliminar
  21. Realmente organização é a palavra chave. Faço minhas as tuas palavras, no fim do dia tudo é compensado com aquele sorriso dado sem nada em troca :)

    ResponderEliminar