Raviolis de cenoura assada e mascarpone... e a falta que sentirei.


{scroll down for english version}


Por vezes olham-me, por entre pálpebras pestanudas, como se eu fosse o ser mais bonito à face da terra, como se de alguma forma consigam ver em mim uma aura que só elas podem ver.

untitled_20140331_0007

Os olhares doces abrem-se e, subtilmente, os seus pequeninos lábios rasgam-se num sorriso cuja pureza é incomparável. Sorrisos serenos e ternos que guardo num pequeno cofre que parece não ter um fundo. Sorrisos que, por certo, me servirão de consolo em momentos mais sombrios ou talvez um dia quando a nostalgia da recordação destes tempos me assolar.

untitled_20140331_0001 untitled_20140331_0011

Devolvo-lhes o sorriso com a esperança de que elas consigam perceber aquilo que representam para mim, que sintam nos seus pequeninos corações aquilo que guardo no meu. 

untitled_20140331_0015

Pergunto-me se um dia estas imagens se dissiparão da minha memória e desejo, com todas as minhas forças, que nunca aconteça. Procuro captá-las por entre a lente da câmara fotográfica mas sei que, é na minha mente e sobretudo no íntimo do meu ser, onde elas serão mais vívidas e reais.  

E eu sei que sentirei falta, muito mas muito mais do que aquilo que agora imagino...
      

Ingredientes


  • 300 gr farinha
  • 3 ovos (de preferência biológicos)
  • 1 fio de azeite
  • 6 a 8 cenouras médias (de preferência biológicas)
  • 100 gr de mascarpone
  • 1 c. sopa de queijo parmesão Grana Padano + lascas para guarnecer
  • Azeite q.b.
  • 1 c. sopa de creme culinário
  • 1 punhado de pinhões
  • 1 c. chá de alecrim seco
  • Sal
  • Pimenta

Preparação

1. Fazer a massa fresca, no copo da bimby colocar a farinha, os ovos e um fio de azeite e programar 2 minutos na velocidade espiga. Retirar a massa e trabalhar mais uns minutos à mão. Deixar repousar durante 15 minutos, tapando com um pano de cozinha.

2. Dividir a massa em 3 porções e esticar de acordo com as instruções da máquina. Tapar as placas com um pano de cozinha.

3. Pré-aquecer o forno a 220º. Descascar as cenouras e cortar ao meio longitudinalmente. Colocar num tabuleiro de forno, regar com azeite e temperar com sal e pimenta. Levar ao forno cerca de 25 minutos.

4. Depois de assadas, colocar as cenouras no copo da bimby e juntar o mascarpone e o queijo grana padano. Triturar alguns segundos na velocidade 4/5.

5. Formar os raviolis, recheando com a pasta da cenoura e mascarpone. Cozer em água com sal durante cerca de 5 minutos (mais ou menos consoante o tamanho dos mesmos).

6. Numa frigideira anti aderente tostar ligeiramente os pinhões e reservar. Na mesma frigideira colocar o creme culinário e o alecrim e deixar dourar um pouco.

7. Servir os raviolis com o molho de manteiga e alecrim e cobrir com os pinhões e umas lascas de queijo. 




sigam o Suvelle Cuisine no Facebook e no Instagram}

 Bom apetite, Su



Roasted Carrots and Mascarpone Raviolis



Ingredients:


  • 300 gr flour 
  • 3 eggs (preferably organic) 
  • 1 drizzle of olive oil 
  • 6-8 medium carrots (preferably organic) 
  • 100 gr of mascarpone 
  • 1 tblspoon Grana Padano cheese + some more for garnish 
  • Olive oil to taste 
  • 1 tblspoon vegetable butter 
  • 1 handful of pine nuts 
  • 1 tspoon dried rosemary 
  • salt 
  • pepper


Method

1. Make the fresh pasta, in the cup of thermomix put the flour, eggs and a drizzle of olive oil and set two minutes on the dough speed. Remove the dough and work a few more minutes by hand. Let stand for 15 minutes, covering with a kitchen towel. 

2. Divide dough into 3 portions and stretch according to the instructions of the machine. Cover the plates with a kitchen towel. 

3. Preheat oven to 220 ºC. Peel the carrots and cut in half lengthwise. Place in a baking pan , sprinkle with olive oil and season with salt and pepper. Bake about 25 minutes. 

4. Once baked , put the carrots in thermomix cup and add the mascarpone and grana padano cheese. Grind for a few seconds at speed 4/5. 

5. Form the ravioli , filling with carrot and mascarpone. Cook in salted water for about 5 minutes ( more or less depending on the size of the pasta). 

6. In a non stick frying pan lightly toast the pine nuts and reserve. In the same pan place the butter and rosemary and let it brown a little. 

7. Serve the ravioli with the butter and rosemary sauce and cover with pine nuts and a few slivers of cheese.



Follow Suvelle Cuisine on Facebook and Instagram }

 Bom apetite, Su

27 comentários:

  1. Esses momentos são mesmo delicados, doces e eternos. Sinto muitas vezes isso, o medo de esquecer ou de perder essa noção tão exacta de como sorria, como chuchava na chupeta... enfim... Mas realmente as tecnologias vêm ajudar nessa lembrança. Tu deves saber bem como é com o teu filhote mais velho.
    É lindo o teu texto... como tudo o que fazes.
    Eu não sei se já to disse, mas adoro o que fazes.

    Esses raviolis têm tudo para ser deliciosos! Tenho de experimentar.

    Um beijinho muito grande, de uma verdadeira admiradora do teu trabalho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria João, sabes bem que o sentimento é recíproco :)
      Um enorme beijinho e obrigada pelo teu carinho.

      Eliminar
  2. que lindo texto, imagino que devas sentir um amor avassalador pelas tuas bailarinas.
    obrigada por partilhares esta receita, uma verdadeira delicia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinto sim, por elas e pelo terrorista... é quase inexplicável, mas sei que todas as mães me percebem.
      Beijinhos doces :)

      Eliminar
  3. São momento só nossos e deles e dos quais nasce uma ligação que transcende até a morte....
    São ligações inexplicáveis e profundas...
    Bjokas
    Rita

    ResponderEliminar
  4. Ao ler o teu texto que transbordava carinho, não pude deixar de me comover e identificar com as tuas palavras. Porque é absolutamente indescritível o poder que aqueles bracinhos pequeninos têm. Porque,
    "Filho é um ser que nos emprestaram para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isto mesmo! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo o tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo."
    José Saramago
    Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "... de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem...." e isto diz absolutamente tudo :)
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Queria tanto ter uma máquina para fazer massa fresca em casa!! Para fazer essas beldades :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Filipa, já se encontra em vários lugares, e só custa experimentar a primeira vez... depois não se quer outra coisa :)
      Beijocas

      Eliminar
  6. Ai Su como eu gosto de raviolis... mas nunca fiz.
    Vou daqui a salivar...estão tão lindos e as fotos estão demais!
    Amei o texto...!
    Bjinhoos doces

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Patrícia, tens mesmo de experimentar, sei que vais adorar. E parece mais difícil do que o que é na realidade ;)

      Eliminar
  7. Nunca comi caseiros mas acho que ia gostar.
    Ficaram tão lindos e imagino que deliciosos
    Boa semana
    bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São, acredita que são bem melhores do que os de compra, aliás eu não gosto dos de compra.
      P.S. Deixei de conseguir comentar no teu blog... :(
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Olá Su, gosto tanto do teu blog e das palavras que sempre escreves. Sei como são esses momentos de que falas! São tão especiais! Concordo com a Mª João, às vezes também acho que me vou esquecer de como ele ri, como fala, como se aninha ao seu bonequinho companheiro, quando vejo as fotos, relembro-me de quando ele era mais pequenino! E cada dia é uma descoberta!
    Aproveitar cada momento do seu crescimento é o mais importante!
    Quanto aos raviolis, estão uma delicia! Nunca experimentei fazer, qualquer dia, aventuro-me!
    Bjinhos grandes :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Rute :)
      O tempo passa depressa demais, e é disso que todas nós, mães, temos mais medo...
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Não te sigo à muito, pois não conhecia o blog (shame on me), mas de uma maneira muito sincera, te digo, adoro o teu blog, as palavras escritas, sentidas por ti e sentidas por muitos outros! Que fique sempre registado na nossa memórias os momentos mais ternos e felizes das nossas vidas!
    Estes raviolis, só uma coisa a dizer.... bellissima pasta!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :)
      O que importa é que conheces agora e fico contente que gostes.
      Beijinhos

      Eliminar
  10. São momentos maravilhosos e dos quais eu espero nunca me esquecer. Gravo-os no meu coração para que aí fiquem eternamente. :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Perfeito, mais nada a dizer! Tudo o que fazes é um encanto menina :)

    ResponderEliminar
  12. Gostei muito! Do texto deliciosamente bem escrito e dos raviolis! beijinho

    ResponderEliminar
  13. São momentos mesmo doces estes, apetece guarda-los dentro de um baú fechadinho para mais tarde recordar!!
    Mas depois desses vêm outros, uns mais bonitinhos outros menos, mas é mesmo a lei da vida... Os nossos filhos são e serão sempre o melhor da nossa vida :)
    E adorei os teus raviolis, estão fabulosos!!!
    beijinhos querida

    ResponderEliminar
  14. Sabes Su... tenho a certeza que nunca vais esquecer esses sorrizinhos maravilhosos. São imagens que te ficarão para sempre na memória, no coração e nos olhos.
    O encanto desses momentos é tão duradouro quanto será o teu amor de mãe... ou seja, PARA SEMPRE!
    Os teus raviolis, um mimo! Nunca experimentei fazer e agora será um caso a pensar!
    É uma delícia em forma de sensibilidade e bom gosto tudo o que fazes!
    Gosto muito de te ver e ler.
    Beijinhos
    Cláudia

    ResponderEliminar
  15. Olá Su,
    Claro que vais sentir saudades e falta desses momentos e sorrisos puros, mas esquecê-los? Não, isso nunca vai acontecer.
    Quanto aos ravioli, ainda não tive coragem de me aventurar na massa fresca, mas quando começar, serão estes quadradinhos os meus eleitos!
    Beijinhos grandes,
    Lia.

    ResponderEliminar
  16. Oh lindo, o texto e os ravioli, é sempre bom passar cá e ler-te.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  17. Que post tão bonito, Susana :)
    Adoro raviolis caseiros, tb já fiz recheados com cenoura, mas numa versão de temperos mais marroquinos.
    São pequenos tesouros, os momentos da vida que queremos guardar para sempre, para que nos fiquem agarrados ao coração com a super-cola-do-amor. :)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  18. Que bonitas palavras!
    Como te entendo...
    Quanto aos raviolis...que dizer? Ficaram perfeitos!
    Nunca fiz, mas ando com vontade de experimentar.
    As fotos...lindas e inspiradoras como sempre.
    Beijinhos

    Sílvia
    http://bocadinhosdeacucar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar