Coelho assado com chalotas e alecrim... e a simplicidade

{scroll down for english version}

 A vida é simplesmente… simples, por aqui.

CoelhoAssadoCol2 CoelhoAssado-23

O canto de uma rola que me acompanha pela manhã ou o chilrear de pássaros que vão fazendo anunciar o desponte das flores. Oiço algo lá fora que não carros, antes um trator que percorre a estrada no seu passo vagaroso.
Sente-se a leveza do ar, o aroma da terra e a frescura do campo. Tudo é mais tranquilo, tudo é mais simples.

CoelhoAssado-8 CoelhoAssadoCol



Ao nosso lado vizinhos que nos recebem de sorriso nos lábios e humildade no cumprimento, e vizinhos outros revestidos de lã ou penas que se acercam de nós sem medos nem vergonhas como que a indagar-nos de onde viemos e quem somos.
Ao longe avistamos vales, árvores e o azul do mar. Avistamos fazendas, telhados rústicos e casas de pedra. Por aqui não se ouvem buzinas e não existem prédios que nos tapem os raios de sol. Aqui vemos verde em vez de alcatrão, vemos azul em vez de cimento, vemos calmaria em vez de pressas.

CoelhoAssado-5

A vida por aqui é simples tal como a imaginámos e idealizámos.

Ingredientes



  • 1 coelho
  • 6 a 8 chalotas pequenas
  • 1 cenoura
  • 1 fio de azeite
  • 2 c. sopa de manteiga sem sal
  • sal
  • pimenta
  • 2 c. sopa de alecrim fresco
  • 2 raminhos de segurelha
Para o puré


  • 1 kg batatas
  • 400 gr de leite magro
  • 1 c. sopa de créme fraiche
  • 1 c. sobremesa de manteiga sem sal
  • 3 c. sopa de manteiga sem sal
  • 1 c. sopa de alecrim fresco
  • sal

Preparação


1. No dia anterior esfregar o coelho com a manteiga e o alecrim. Deixar no frigorifico tapado.

2. Pré-aquecer o forno a 200º. Dispor o coelho num tabuleiro e juntar as chalotas partidas em metades e a cenoura em pedacinhos pequenos. Polvilha com o sal e a pimenta e juntar o alecrim e a segurelha. Regar com o fio de azeite e levar a assar virando ao final de cerca de 20 minutos.

3. Para o puré, cozer as batatas no leite com sal. Quando estiverem cozidas triturar num robot de cozinha e adicionar a manteiga e o créme fraiche. 

4. Numa frigideira colocar a restante manteiga e as folhas de alecrim. Deixar a manteiga dourar até que se forma a beurre noisette. Regar por cima do puré.






Life is just simple around here.

The singing of a turtledove that keeps me company in the morning or the chirping of birds that are starting to announce the blunting of the flowers. I hear something outside but not cars, instead a tractor that runs along the road in a leisurely pace.
I fell the lightness of the air, the smell of the earth and the freshness of the countryside. Everything is quieter, everything is simpler here.

Next to us, neighbors that welcome us with a smile and humility in their compliment, and other neighbors coated with wool or feathers that approach us without fear or shame as if to ask us where we came from and who we are.
In the distance we see valleys, trees and the blue sea. We see farms, steeply pitched roofs and stone houses. Here we do not hear horns and there are no buildings blocking the rays of sun. Here we see green instead of tar, we see blue instead of cement, we see calm instead of haste.

Life here is simple as we imagined and idealized.

{ Rosemary roasted rabbit with shallots Recipe }

Ingredients
  • 1 rabbit
  • 6 to 8 small shallots
  • 1 carrot
  • 1 olive oil
  • 2c. soup unsalted butter
  • salt
  • pepper
  • 2c. fresh rosemary soup
  • 2 sprigs of savory

For the puree
  • 1 kg potato
  • 400 g of skim milk
  • 1 tblspoon créme fraiche
  • 1 tspoon unsalted butter
  • 3 tblspoon unsalted butter
  • 1 tblspoon fresh rosemary
  • salt

Method


1.The day before rubb the rabbit with butter and rosemary. Leave covered in the refrigerator.

2. Preheat oven to 200º. Arrange the rabbit on a tray and add the shallots in halves and carrots into small pieces. Sprinkle with salt and pepper and add the rosemary and savory. Drizzle the olive oil and bake turning the meat after about 20 minutes.

3. For the puree, cook the potatoes in the milk with salt. When they're cooked mash in a kitchen robot and add the butter and crème fraîche.

4. In a frying pan put the remaining butter and rosemary leaves. Leave until browned  and the butter forms the beurre noisette. Serve on top of the puree.




22 comentários:

  1. Que receita excelente Su, vou colocar na lista para fazer. Acerca do teu texto, felizmente, sinto o mesmo todos os dias, o tempo passa mais devagar quando estamos nestas casas rodeadas de campo. Bjs T.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Passa mais devagar e com mais qualidade. Só ainda passei aqui 2 fins de semana com os meus filhos, mas a diferença é impressionante :)
      Grande beijinho T.

      Eliminar
  2. Que maravilha Su :)
    Consigo viajar para locais idílicos só com as tuas palavras.
    Desejo-te a maior felicidade do mundo na tua nova casinha, no teu novo mundo.
    Um abraço enorme

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Sarinha, sabes que te desejo o mesmo.
      Grande beijinho :)

      Eliminar
  3. Bela comidinha!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Que maravilha,...
    Simplicidade gera simplicidade e ...simplicidade igual a felicidade :)
    beijinho

    ResponderEliminar
  5. Respostas
    1. E olha que é mesmo, comida simples de puro conforto ;)

      Eliminar
  6. Não à duvida que a vida no campo é muito mais saudável ! Que seja muito feliz junto da sua familia!

    ResponderEliminar
  7. É tão bom uma vida assim! Só consigo senti-la quando vou para a quinta, na Serra de Montejunto. São dias de descanso, de passarinhos a esvoaçar, de rede, de baloiço, de piscina (embora pequenita). De um lado a Serra, do outro campo a perder de vista. Fica tudo entre muros e avista-se a grande extensão de pinheiros que os meus pais plantaram :-)
    Uma casa recheada de recordações, móveis antigos e coisas bonitas. Nessa casa nasceu a minha mãe.
    Viver assim todos os dias... Su, que privilégio! Aproveita, eu sei que sim, de certeza serás mais feliz que no cimento da cidade! E as crianças apreciarão mais a natureza! Que bom :-)
    Quanto ao coelhinho... que delícia. Só eu e a minha mãe gostamos de coelho na família... por isso provo um bocadinho do teu.
    Muitos beijinhos e muita muita felicidade
    Cláudia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia, imagino que ires e férias à quinta dos teus pais também seja fabuloso.
      E sim, tudo isso que mencionas... os passarinhos, o descanso, o campo a perder de vista... é agora uma doce realidade para mim :)
      Grande beijinho e muito obrigada pelo carinho.

      Eliminar
  8. Querida Su,
    O cenário e sons que descreves é idílico e se a tua vida já transpirava serenidade aqui para o blogue através das tuas fotos, agora essa serenidade de que falas sente-se ainda mais e que bom que estás feliz e que é exactamente essa a vida com que sonhavas.
    O teu coelho, carne que adoro, está de dar água na boca e esse puré, só me apetece espetar-lhe a colher e comer directamente dessa linda copper pan.
    Hã e AMO os teus pratos e travessa. um sonho de lindos!!
    Um grande beijinho doce Su,
    Lia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lia, meu doce, sim estou mesmo muito feliz. É a vida perfeita para mim, é esta a vida que me faz feliz :D
      E este puré, só posso dizer que foi devorado de tão delicioso que estava, mesmo! :)
      Beijinhos doces

      Eliminar
  9. É tão bom viver em contacto com a Natureza Su ! E muito bom para as suas lindas crianças.
    Eu sei o que isso tem de bom, também vivo no campo! Só a tranquilidade vale tudo.
    Ao amanhecer ouvir o canto de tudo o que é pássaro :)

    Boa sorte e muita saúde para todos

    Patricia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, é uma benção :)
      Beijinho e muito obrigada

      Eliminar
  10. Que lindo Su, enquanto ia lendo as tuas palavras, vê-se que estás feliz.
    A simplicidade é companheira da felicidade, e as tuas fotos e texto celebram serenidade.
    Mesa linda! Fotos cheias dessa luz. Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É precisamente isso... "A simplicidade é companheira da felicidade"... talvez porque é na simplicidade que residem as coisas mais belas, mesmo que muitas vezes não olhemos com atenção.
      Grande beiijinho

      Eliminar
  11. Que bonito, mais uma vez te desejo a maior sorte do mundo. beijos

    ResponderEliminar