Rolos de framboesas e morangos... e o regresso às origens

{scroll down for english version}


Nos últimos tempos tenho dado por mim a reviver sensações muito mais vezes do que o que me é normal.

BerryRolls_col3jpg


Por vezes são as cores de uma casa, o reflexo do sol num objeto ou o negrume de uma casa de pedra velha, outras são os cheiros de uma erva menos comum ou até os sons que o campo, agora tão generosamente, me oferece.

BerryRolls_col1 BerryRolls_001 BerryRolls-62 BerryRolls_col2jpg


Regrido a momentos pontuais, até esquecidos num lugar longínquo da minha mente, e vejo a minha infância. Sinto, cada vez mais e mais, a nostalgia de vozes que não mais ouvirei ou de uma família reunida que nunca mais o será, sinto a nostalgia daquilo que não volta. Pergunto-me se estes sentimentos se tornarão mais e mais fortes com a passagem dos anos e, com uma certeza algo irónica, sei que sim. 

BerryRolls_002 BerryRolls-214


Talvez seja essa a razão de me ver numa fase da minha vida em que tudo aquilo que quero é regressar às origens, a tudo aquilo que me faça reviver os momentos que guardo tão preciosamente.

Talvez chegue este ponto na vida de todas as pessoas, talvez depois dos filhos em que tantas perspetivas na nossa mente mudam.

BerryRolls_003 BerryRolls_col4jpg BerryRolls_004 BerryRolls_col6


Não sei se daqui a alguns anos tudo isto deixe de fazer sentido, mas hoje, aqui e agora é isto que me aquece a alma. 

BerryRolls_007 BerryRolls_col5 BerryRolls-334 BerryRolls_005 BerryRolls_006

Receita adaptada daqui


Ingredientes



  • 125 ml leite
  • 125 gr iogurte
  • 35 gr de fermento de padeiro fresco
  • 1 c. sopa de açucar mascavado
  • 80gr de manteiga vegetal
  • 220 gr farinha integral
  • 400 gr farinha trigo
  • 1 pitada de sal
  • 2 ovos (preferencialmente biológicos)
  • 250gr mel
  • 1 vagem de baunilha
  • 300 gr morangos
  • 100 gr framboesas

Preparação


1. No leite morno dissolver o fermento com o açucar. 

2. Misturar as farinhas com o sal e juntar-lhes o leite com o fermento, os ovos, o iogurte e a manteiga derretida. Deixar levedar cerca de 1 hora.

3. Abrir a vagem da baunilha longitudinalmente e remover as sementes com uma faca. Num tacho colocar o mel, os morangos partidos em pedaços e as framboesas em metades e juntar as sementes de baunilha. Deixar ferver por cerca de 5 a 8 minutos.

4Amassar bem a massa e estender numa superfície polvilhada de farinha. Por cima espalhar o preparado, reservando algum. Enrolar a massa e cortar tiras grossas do rolo. Dispor os rolinhos num tabuleiro de forno e por cima colocar o restante molho de morangos e framboesas.

5. Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 25 minutos.






Latelly I have been finding myself reliving feelings more often than what is normal.

Sometimes they are the colors of a house, the sun's reflection on an object or the blackness of an old stone house, others are the smells of a less common herb or even the sounds that the country now so generously offers me.

I go back to specific moments, even forgotten in a distant place of my mind, and I see my childhood. I feel, more and more, the nostalgia of voices that no longer I can hear or a family together that will never again be, I feel the nostalgia of what won't be no more. I wonder if these feelings become stronger and stronger with the passage of time and with a certain feeling, somehow ironic, I know so.

Perhaps that is the reason that I'm at a stage of my life where everything I want is to return to the origins, to everything that makes me relive the moments that I keep so preciously.

Perhaps this point comes in the life of all people, perhaps after the children when so many perspectives in our minds change.

I do not know if in a few years all this ceases to make sense, but today, here and now it is what warms my soul.


{ Raspberry and strawberry rolls Recipe }

Ingredients

  • 125ml milk
  • 125 gr yogurt
  • 35 gr fresh yeast
  • 1 tblspoon brown sugar
  • 80 gr of vegetable butter
  • 220 gr wholemeal
  • 400 gr  flour
  • 1 pinch of salt
  • 2 eggs (preferably organic)
  • 250 gr honey
  • 1 vanilla pod
  • 300 gr strawberries
  • 100 gr raspberries


Method


1. In the warm milk dissolve the yeast with the sugar.

2. Mix the flours with the salt and add the milk with yeast, eggs, yogurt and melted butter. Let rise about 1 hour.

3. Open vanilla pod lengthwise and remove seeds with a knife. In a pan put the honey, strawberries broken into pieces and raspberries in half and add the vanilla seeds. Simmer for about 5 to 8 minutes.

4. Knead the dough well and roll out on a surface lightly floured. Spread over the syrup, reserving some. Roll the dough and cut thick strips of the roll. Arrange the rolls on a baking tray and place over the remaining sauce of strawberries and raspberries.

5. Bake at 180ºC degrees for about 25 minutes.




12 comentários:

  1. Esses rolos ficaram lindos e com dois frutos que eu adoro.
    Boa semana
    bjs

    ResponderEliminar
  2. Fiquei completamente magnetizada com as tua palavras, e especialmente, com as fotografias.
    A nostalgia tende a manifestar-se quando nos aproximados de novo das coisas que outrora fizeram parte das nossas vidas com frequência - talvez a tua mudança para o campo tenha feito despoletar essas coisas :)
    Boa Semana
    Teresa | A Cozinha da Ovelha Negra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Teresa :)
      Sem dúvida que a nova vida veio reavivar lembranças.
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Que bonitas fotos, parece que estou contigo na tua cozinha. Sim, é sempre bom relembrarmos o passado, mas com os olhos postos no presente e no futuro. A vida está em constante mudança e cabe-nos aceitar essa mudança como algo natural que é :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Ondina :)
      Tens toda a razão, até porque o aqui e agora amanhã será o passado. Há que aproveitar o melhor que conseguirmos.
      Grande beijinho

      Eliminar
  4. Linda Su
    Deve ser do tempo, ou da idade, ou até da vivência! Andamos com vontade de recordar. As lembranças escondem-se num cantinho da nossa memória e acredito que essas lembranças estão reservadas para que nunca esqueçamos nada, para que possamos sempre saber quem já fomos e quem já passou na nossa vida!
    É com elas que nos alegramos, ou não, que melhoramos e principalmente que damos valor ao que aprendemos. Também eu ando com alguma nostalgia...
    Adorei esta receita querida, gostei muito mesmo!
    E digo-te... a fotografia que tens (a sexta) a enrolar a massa, a que tem o rolo em primeiro plano está simplesmente magnífica. Das melhores que já vi. Grande Nuno tu tens em casa ;-)
    Muitos beijinhos e boa semana
    Cláudia

    ResponderEliminar
  5. As fotografias são simplesmente maravilhosas...
    Esses rolos devem ser tão deliciosos...até lhes sinto o aroma e sabor!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. Querida e doce Su,
    Regressar ás raízes e ás origens é sempre bom sinal, pois é sinal de pertença.
    Estes teus rolinhos minha querida, estão divinos e eu comia já um antes de ir dormir.
    Fotos magníficas como sempre e tu és ainda mais linda!
    Um grande beijinho,
    Lia.

    ResponderEliminar
  7. Essa nostalgia é boa, as lembranças boas que nos ficam marcadas e são despoletadas por sensações que vamos vivendo. Acho que com elas damos mais valor ao presente.
    E esses rolinhos estão maravilhosos, adoro as fotos, é como estar perto de ti e sentir o aroma deles.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  8. Su, o que descreves é precisamente o que sinto...
    Eu sempre vivi no campo, construí a minha casa com o marido, mas sempre na mesma região...
    Nunca mudei portanto, mas ultimamente, desde que a filhota se exprime mais, sinto uma maior procura de viver as minhas recordações de infância... de lhe mostrar tudo o que vi, tudo o que aprendi e que infelizmente hoje em dia é tão difícil de ensinar às crianças...
    E é por isso que na nossa casa, a nossa casa de campo de sonho, que criamos galinhas, vimos nascer pintainhos, plantamos árvores, colhemos frutos e flores, estendemos a roupa descalças sobre uma relva fresquinha, trazemos ovos para fazer bolos bons... fazemos refeições no exterior, ouvimos os passarinhos... tudo isto ela faz comigo... tudo isto ela adora fazer! E para além de eu ser imensamente feliz ao partilhar com ela todas estas coisas magnificas, tenho a certeza que ela é feliz em, aprende-las e um dia, daqui a muitos anos, ela irá sentir precisamente aquilo que eu sinto hoje!

    Adorei a tua receita, hei-de fazer com a minha mini-companheira de cozinha...

    A pouco e pouco levantas o véu, como uma suave brisa que penetra a tua janela e a abana o cortinado de linho muito suave, e ao fundo encontra-se ao passar de cada janela, uma divisão lindíssima, cheia de charme e claridade... Estou a ficar maravilhada! Reparei que a bancada onde trabalhas é baixinha para ti... fiz as minhas bancadas da cozinha com 0,95m para ser ergonómica e creio que não sou tão alta como tu.
    Um grande beijinho e obrigada pelas tuas palavras!
    Neuza

    ResponderEliminar