Apricot brûlée tart with spelt crust


Tarte brûlée de alperces com base de espelta

{ Este post foi feito com o patrocínio da Quinta do Arneiro / This is a Sponsored post by Quinta do Arneiro}

A alimentação dos meus filhos é algo que me preocupa ainda antes de eles nascerem. E sei que me irá continuar a preocupar, muito possivelmente, até ser bem velhinha e talvez já avó.

Evito que comam alimentos com açúcar refinado, alimentos processados e basicamente tudo o que venha dentro de um pacote de compra - até mesmo as bolachas maria.

*

What my children eat is something that worries me even before they were born. And I know I will continue to worry, quite possibly until I'm very old and maybe a grandmother.

I avoid them to eat foods with refined sugars, processed foods and basically anything that comes inside a shopping package - even the simple biscuits for kids.




Mas a minha abordagem em relação a isto, talvez como para com tudo na minha vida, não é de todo uma abordagem extremista e é, sim, uma procura incansável de que eles aprendam por si a fazer boas escolhas e que cresçam acima de tudo com um palato trabalhado e ensinado.

*

But my approach to this, perhaps as for everything in my life, is not at all an extremist one and is, rather, a relentless demand for them to learn by themselves to make good choices and to grow above all with a very worked and taught palate.




A alimentação deles começa em primeiro lugar dentro de casa e, muito honestamente, acredito que começa por nós, os pais. Os meus filhos podem e devem comer tudo aquilo que quer eu, quer o pai, comemos. Sim, um chocolate ou uma batata frita também estão incluídos. Não acredito em comer algo e não deixar os meus filhos experimentar aquilo que eu como.

Se vou a uma festa e tenho vontade de comer um daqueles doces verdadeiramente pecaminosos, ou um salgado frito, para mim é tão somente natural que os deixe também comer se me pedirem.

Mas a questão essencial é que, dentro de minha casa, a regra não são salgados fritos ou doces carregados de açúcar refinado.

*

The way they eat begins first and foremost in our home and, quite honestly, I think it starts with us, parents. My children can and should eat whatever their father and I eat. Yes, a chocolate or some chips are also included. I don't believe in eating something and not letting my children experience what I'm eating.

If I go to a party and I want to eat one of those truly sinful sweets, fried or salty, for me is but natural that I let them try to if they ask me to.

But the essential point is that inside my house the rule are not savoury fried treats or desserts loaded with refined sugar.




Quando nos sentamos à mesa todos comemos o mesmo. A refeição que faço para nós é a mesma que eles comem.

E, salvo exceções muito pontuais, não há nada que eu coma à frente deles que não esteja preparada para lhes dar também. E o curioso disto? Coisas que nem sequer pensava que eles quereriam como por exemplo iogurte natural com sementes ou uma salada de tomate cherry com balsâmico, são eles a pedir-me - e a gostar genuínamente.

Acredito que os nossos filhos aprendem em primeiro lugar com os nossos exemplos, especialmente das duas pessoas que mais amam na vida, os pais. E a alimentação é seguramente algo em que isso acontece.

*

When we sit at the table we all eat the same. The meal I do for me and my husband is the same they eat.

And, except for very specific exceptions, there is nothing that I eat in front of them that I'm not prepared to give them as well. And the curious thing about this? Things I didn't even think that they would want such as natural yogurt with seeds or cherry tomato salad with balsamic, they ask me to eat - and like it genuinely.

I believe that our children learn first from our examples, especially from the two people they love most in life, their parents. And the food is certainly something where this happens.




Não acredito que proibir - excepto bebidas alcoólicas naturalmente - seja a melhor forma de educar a sua alimentação. Acredito sim em muni-los, da melhor forma possível, com a capacidade de eles próprios tomarem as suas decisões de forma acertada.

E é por isso que, num fim de semana ocasional faço um doce mais extravagante e os deixo deliciar com ele.

Uma tarte de leite creme, coberta com os fabulosos alperces da Quinta do Arneiro, biológicos e docinhos como se quer, ligeiramente caramelizados... porque a vida também são exceções.

*

I don't believe in prohibiting - except alcoholic beverages naturally - is the best way to educate the way they see food. I do believe in giving them the right tools in the best possible way, so they gain the ability to make right decisions for themselves.

And that is why, in an occasional weekend I make a fancier dessert and let them delight in it.

A créme brullê tart, covered with the fabulous apricots from Quinta do Arneiro, biological and so sweet as they should, slightly caramelized ... because life is also made with exceptions.



Tarte brûlée de alperces com base de espelta

Ingredientes

Base

  • 150 gr farinha de espelta branca

  • 150 gr farinha de espelta integral

  • 120 gr manteiga

  • 1 chávena café de água fria

  • 1 c. chá açúcar mascavado

  • 1 c. chá de sal

Leite-creme (Crème brûlée)

  • 1 l de leite biológico

  • 6 gemas de ovos biológicos

  • 150 gr açúcar mascavado

  • 40 gr maizena

  • 1 c. chá de extrato de baunilha

Montagem

  • 12 alperces biológicos

  • Açúcar mascavado

  • 3 raminhos de tomilho-limão fresco

Preparação

1. Pré-aquecer o forno a 180ºC.

2. Numa taça grande coloque as farinhas de espelta e a manteiga e com os dedos desfaça a manteiga de forma a incorporar na farinha. Junte a água, o açúcar e sal e amasse bem até formar uma bola consistente. Se necessário adicionar um pouco mais de água.

3. Estender a massa com um rolo e colocar numa form de tarte redonda. Cortar os rebordos e picar com um garfo. Levar ao forno cerca de 15 minutos.

4. Num tacho colocar o leite a ferver.

5. Numa tigela colocar as gemas e bater muito bem com o açúcar até obter um creme esbranquiçado. Juntar a maizena e continuar a bater.

6. Quando o leite ferver deitar em fio cerca de 1/3 do leite para os ovos mexendo sempre com uma vara de arames. Deitar o preparado ao resto do leite e levar de novo ao lume. Juntar a baunilha e mexer até engrossar.

7. Deitar o creme na tarte e por cima dispor os alperces cortados ao meio e descaroçados voltados para cima. Polvilhar a tarte toda com açúcar mascavado e levar ao forno na opção de grill.

NOTA: tapar o rebordo da tarte com papel de alumínio para evitar que queime como aconteceu comigo.

8. Quando o topo estiver caramelizado, retirar do forno e polvilhar com as folhinhas do tomilho-limão.

Apricot brulee tart with spelt crust

Ingredients

Crust

  • 150 gr white spelt flour

  • 150 gr whole spelt flour

  • 120g butter

  • 1 cup coffee cold water

  • 1 tspoon muscovado sugar

  • 1 tspoon salt

Custard

  • 1 l organic milk

  • 6 egg yolks of organic eggs

  • 150g muscovado sugar

  • 40g cornstarch

  • 1 tspoon vanilla extract

Assembling

  • 12 apricots organics

  • Muscovado sugar

  • 3 sprigs of fresh lemon thyme

Method

1. Preheat the oven to 180ºC.

2. In a large bowl place the spelt flours and butter and with your fingers incorporate it in the flour. Add the water, sugar and salt and knead well to form a consistent ball. If necessary add a little water.

3. Roll out the dough with a rolling pin and place in a round pan. Cut the edges and prick with a fork. Bake about 15 minutes.

4. In a saucepan bring the milk to a boil.

5. In a bowl put the egg yolks and beat well with the sugar until a whitish cream. Add cornstarch and continue to beat.

6. When the milk boils pour it very slowly, about 1/3 of the milk to the eggs stirring constantly with a wire rod. Pour the custard in the rest of the milk and bring back to the boil. Add the vanilla and stir until thickened.

7. Pour the custard into the pie and top with the apricots cut in half and pitted cut side up. Sprinkle the whole pie with muscovado sugar and bake on the grill option.

NOTE: cover the pie rim with aluminum foil to prevent burning as happened to me.

8. When the top is caramelized, remove from oven and sprinkle with the lemon thyme sprigs.

#Healthy #Dessert #Organic #Pie #Tart #Apricots #SummerFood #Baking

REGISTO NA NEWSLETTER
SC_logo.png

FOLLOW

© 2020 WEBSITE AND DESIGN BY STUDIO SUVELLE