SC_logo.png

As melhores dicas para visitar Paris e a Disney com Crianças

Paris é, desde que a visitei pela primeira vez há cerca de 15 anos atrás, a minha cidade favorita. Talvez por isso tenha sempre incutido a vontade de conhecer aos meus filhos. Isso e claro, a enorme vontade de irmos à Disneyland Paris.

Depois dos anos de pandemia, que nos atrasou a ida, chegou finalmente a altura de planearmos a tão desejada viagem.


Depois a experiência na primeira pessoa a fazer uma viagem deste género com crianças, trago-vos algumas das dicas mais úteis (pelo menos para nós) para facilitar e tornar a experiência no melhor possível.


Podem ver mais imagens e vídeos no meu instagram





 

DICAS PARA PARIS


Planear a viagem dia a dia

Esta é possivelmente a dica mais importante. Planear o dia a dia daquilo que se pretende fazer permite, por um lado, fazer uma seleção inicial daquilo que se quer mesmo fazer tendo em conta o tempo disponível, e por outro permite que possamos desde logo reservar/agendar uma série de atividades com tempo


Através do Google Maps conseguem também planear os percursos e ter uma noção mais clara do tempo que demoram a deslocar-se e qual a melhor rota de transportes e/ou caminhando.








Reservar ou Comprar bilhetes com antecedência

Um dos sites que descobrimos e decidimos usar, após a verificação necessária, foi o Get Your Guide

Selecionando o destino/cidade que pretendemos visitar, mostra uma série de atividades para fazer e pode comprar-se desde logo os bilhetes. Os bilhetes ficam disponíveis no email ou através da app.


De ter em atenção que, a plataforma mostra todas as ofertas disponíveis, pelo que requer algum trabalho ver as diversas opções de forma a encontrar as ofertas que realmente nos convêm e/ou são mais favoráveis.

Um outro conselho é pensar realmente bem no planeamento do dia a dia para evitar comprar bilhetes para atividades que depois não se vão conseguir fazer. Pessoalmente aconselho comprar bilhetes com antecedência para aquelas atividades que se quer mesmo fazer - como entrar no Louvre, p.e. - e deixar as opcionais ou que são menos "lotadas" para decidir na altura.


Outra tarefa importante é reservar todas as refeições (via The Fork ou diretamente com os restaurantes) também com antecedência e, mais uma vez, o planeamento aqui é fundamental porque permite reservar os restaurantes de acordo com o vosso roteiro a cada dia. Os melhores restaurantes estarão seguramente cheios se chegarem sem reserva, especialmente ao jantar, e sobretudo se forem um grupo grande.










Não subir a Torre Eiffel

Esta é uma dica que pode não ser popular, e claro, a decisão final é vossa. No entanto eu não recomendo de todo subir a Torre Eiffel por vários motivos. Em primeiro lugar a fila é absolutamente gigante - pelo menos na época alta (e haverá alguma que não o seja?) - e passar mais de 1 hora com crianças não é algo que queiram fazer (infelizmente cometemos este erro e arrependemo-nos). Em segundo lugar porque, na minha opinião, se querem uma vista bonita na cidade há vários outros pontos onde o podem fazer e de onde poderão ver essa vista com a Torre Eiffel incluída.

Em alternativa recomendo subir a Torre Montparnasse, de preferência ao pôr do sol. Sem filas de espera, sem uma multidão avassaladora a tapar a vista (como acontece na Dama de Ferro) e com a vantagem de um lounge com música, bebidas e espaço de diversão para os pequenos.

Depois do pôr-do-sol apanhem o metro para o Trocadéro e vejam o espetáculo de luzes da Torre Eiffel - a torre brilha a cada hora depois do pôr-do-sol durante 5 minutos até à 01h






T-Shirts de cores vivas para as crianças

Ah... a melhor dica de todas (também válida para a Disney). Especialmente se levarem mais do que uma criança esta é a forma mais fácil de os identificarem no meio da multidão - e que em Paris é realmente grande!

Azulão num dia, laranja forte noutro e por aí fora. Além de vos ajudar a identificar os miúdos de forma rápida, as pessoas à volta também percebem que são um grupo e facilitam passagens, etc.

Escusado será dizer que é obrigatório calçado confortável e de preferência já usado e testado.






Bilhetes de transporte

No planeamento do Google Maps parece tudo muito perto e rápido, mas a verdade é que mesmo a zona central de Paris (Île-de-France) é enorme e poderão dar por vocês a caminhar muitos kms por dia.

Recomendo comprar o Paris Tour Travel Pass para a zona 1-3 que permite usar metro e autocarro, entre outros, na zona central de Paris e é válido durante 1,2,3 ou 5 dias consecutivos.



Mochila com kit essencial

Sou muito prática e descomplicada, mas recomendo vivamente uma mochila com:

- Garrafas de água (bem geladas se forem nos meses de verão)

- Kit de pensos rápidos - por mais confortável que o calçado seja, irão mesmo precisar.

- Batom com FPS para os lábios

- Protetor solar para reaplicar

- Toalhitas - o utensílio essencial para ter na mala com as crianças.

E claro chapéus de sol / bonés nas cabeças.






Picnic nos Jardins da Torre Eiffel

Um conselho que vos dou na hora do planeamento é terem em conta que estão com crianças. Eles não têm a nossa capacidade física nem a nossa resiliência e por isso é importante não tornarem os dias/passeios demasiado pesados ou correrão o risco de transformar uma viagem de sonho num verdadeiro pesadelo de birras. Adequar os dias a eles é importantíssimo e por isso tentar conjugar atividades mais "pesadas" com momentos de descontração e relaxe é mesmo importante.

Sabíamos que iríamos sofrer na fila da Torre Eiffel por isso planeámos isso para a manhã e o resto do dia optámos por algo que não envolvesse caminhar demasiado. Após a subida à torre, optámos por um picnic nos jardins da torre onde os adultos relaxaram e as crianças puderam brincar. E de seguida fizemos o passeio de barco pelo Sena, finalizando com um passeio no carrossel e um gelado. E apesar da fila e do cansaço da parte da manhã, conseguimos compensar de forma muito bem conseguida o estado de espírito dos miúdos.








Atenção aos carteiristas

Estávamos sempre muito atentos - também porque tínhamos sido avisados - e chegámos a ser alvo de uma tentativa falhado no metro. Malas sempre bem seguras e voltadas para a frente e nunca facilitar. Ah, e evitem andar com malas de luxo no metro - se quiserem levar, coloquem-na numa mochila e tirem apenas quando já não estiverem dentro do metro.

Também presenciámos o roubo de uma mochila no Trocadéro, por volta das 07h da manhã em que estava muito pouca gente e uma família facilitou, tendo pousado o objeto no chão enquanto tiravam fotos. Foi questão de segundos e não conseguirem reaver os pertences. Portanto, estejam sempre muito atentos e não facilitem em circustância alguma.






Bonjour e Merci

À semelhança do que acontece com o nosso Bom dia e Obrigado. Por vezes num país estrangeiro, em que recorremos ao inglês, temos tendência a usar o Hi/Hello em primeiro lugar (eu pelo menos faço isso). Mas mesmo usando o inglês, façam sempre uso do Boujour/Bonsoir e do Merci para uma melhor experiência local.

Notem que o uso do inglês não é muito apreciado pelo que se souberem falar o francês básico a experiência será melhor.



Paris em primeiro e Disney em segundo

O parque da Disney é muito cansativo, e é preferível manter o ânimo dos miúdos com a ideia de que a diversão está por vir. Caso contrário podem ter crianças já demasiado cansadas para visitar museus.



 


DICAS PARA A DISNEY



Tudo incluído

Nós optámos por ficar alojados num dos hotéis da Disney. A nossa escolha inicial era o hotel principal (Disneyland Hotel) mas infelizmente estava em obras pelo que ficámos no Newport. Contudo, se tiverem possibilidade e se já não se encontrar em obras recomendamos ficar no principal já que esse é o mais próximo dos parques - no Newport ainda caminhávamos um bom bocado e, particularmente depois de um dia intenso, tornava-se bastante cansativo.

Mas a dica principal é: optem pela opção de tudo incluído. Pode parecer que fica muito caro, mas os preços são tão estupidamente caros dentro dos parques que vão seguramente arrepender-se. A menos que vão de fora e possam levar almoço/jantar/lanche, uma qualquer refeição de fast food vai facilmente às centenas de euros.




Disneyland App

Façam download da app já que nela conseguirão ver todos os detalhes da vossa reserva, bem como reservas e toda a informação necessária sobre as atrações bem como o tempo de espera em cada momento para cada uma delas.






Premium Access

O acesso premium às atrações permite poupar horas (e pernas) no vosso dia. Através da app podem comprar por atração, sendo que vos é indicado qual o slot de tempo em que podem aceder e esperam no máximo 10 minutos na fila. Em muitas atrações as filas podem ter 2horas de espera!!

No entanto não compensa comprar o Premium Access parar tudo à cabeça já que o mesmo só permite ir 1x por atração. É preferível comprarem no momento para aquelas a que realmente querem ir, o número de vezes que desejarem.



Reservar restaurantes com 2 meses de antecedência

Pode parecer muito mas não é. Especialmente restaurantes para jantar como o das Figuras ou Piratas das Caraíbas ficam lotados com muito tempo de antecedência. As reservas são todas feitas a partir da app da Disney.



Espetáculo de Luzes

No primeiro dia vão admirar-se por verem pessoas sentadas em frente ao castelo da Disney por volta das 21h a reservar lugar para o espetáculo às 23h. Claro que depois quando tiverem de assistir lá do fundo do parque, com um corredor lotado de pessoas vão perceber porque o fizeram.

O espetáculo é - acreditem nisto - um espetáculo realmente lindo e impressionante. E especialmente com crianças, se não ficarem num bom local elas não conseguirão ver quase nada- nem vocês.

A minha recomendação é que levem algo com que entreter os miúdos durante 2 horas (iPad com um filme p.e.) e se sentem na zona central junto à grade dos mini jardins. Esta zona é perfeita para os miúdos porque nunca ninguém se colocará diretamente na linha de visão deles. Não se esqueçam de os levar ao WC antes, porque rapidamente enche a rua e torna-se difícil passar.