SC_logo.png

7 Regras para uma alimentação saudável

O marketing da alimentação pode ser muito confuso. Com tantas alegações de saúde que esbarram entre si (“Sem gordura!”…“Gorduras saudáveis ​​essenciais!”) e indicações que mudam constantemente do que comer/não comer (“Coma trigo integral!”…“Afinal não, coma menos glúten!”), pode ser difícil ter uma noção clara e entender o que realmente significa comer bem.


Na verdade ter uma alimentação saudável não tem de ser complicado, nem tão pouco implicar gastar rios de dinheiro em produtos caros que chegam até ao consumidor através de campanhas de marketing criteriosamente pensadas.

Aqui fica uma lista simples de regras que recomendo para uma alimentação consistentemente saudável.



Taça de iogurte com frutas e chávena de café



1 - COMER COMIDA REAL

Há uma diferença entre comida real e “substâncias semelhantes a alimentos comestíveis”.


Comida de verdade é algo que as nossas bisavós reconheceriam. Devemos ser capazes de imaginar comida real na sua forma natural (por exemplo, uma vaca, uma macieira). E, para alimentos assados ou preparados, devemos poder reconhecer todos os ingredientes e provavelmente os ter nas nossas despensas (farinha, azeite, sal, etc.)… a maior parte de nós não tem maltitol E965 nas nossas cozinhas.



2 - OPTAR POR ALIMENTOS 'DESPIDOS'

Alimentos que não vêm em pacotes, como fruta ou legumes frescos; carne ou peixe que são comprados no talho ou no mercado; e grãos, frutos secos ou especiarias são alimentos limpos e naturais.



3 - BIOLOGICO

Quando se opta por biológico, opta-se pelo tipo de alimentos mais "limpo", cultivado ou criado sem pesticidas, inseticidas, fertilizantes químicos, hormonas, esteróides, etc.



4- PRIORITIZAR PLANTAS

Os vegetais são ricos em minerais, vitaminas, antioxidantes e fibra - e praticamente desprovidos de calorias, açúcares ou toxinas que causam aumento de peso e problemas de saúde.



5- ABDICAR DOS BRANCOS

Ou pelo menos evitar o mais possível, e optar pelo integral. Isto aplica-se ao açúcar branco ou outras formas disfarçadas, mas também aos cerais processados, devendo optar-se antes pelas suas formas integrais.



6 - COZINHAR EM CASA

A maior parte das refeições pré-feitas ou de restaurantes são ricas em alimentos processados e açúcares. Quando cozinhamos em casa sabemos exatamente o que está a entrar no nosso corpo.



7 - APRECIE A COMIDA

Cozinhar comida saudável não tem de ser monótono. Além disso, comer comida real e saudável é também uma questão de ensinar e treinar o nosso palato. Quantos de nós odiávamos sopa em criança e em adultos adoramo-la? Ensine o seu palato e rapidamente aprenderá a saborear e apreciar verdadeiramente os alimentos.



Por último lembre-se que comer uma pizza ocasionalmente, ou aquele bolo que adora não é um crime, pelo contrário. Devemos procurar ter prazer com a comida e manter uma relação saudável com ela é também um dos pontos essenciais para um estilo de alimentação saudável.